BRASIL E MUNDO

Bolívia: Carlos Mesa, principal adversário de Luis Arce, reconhece a derrota

Publicado


source
Luis Arce (esq) já foi ministro da Economia de Evo Morales (dir).
Reprodução/Twitter Evo Morales

Luis Arce (esq) já foi ministro da Economia de Evo Morales (dir).

Nesta segunda-feira (19), Carlos Mesa afirmou, em rede social, que caberá a ele e ao partido Comunidade Cidadã (CC) serem oposição. Assim, o principal adversário de Luis Arce reconhece a derrota nas eleições presidenciais da Bolívia . As informações foram dadas pelo G1 .

“Faço um agradecimento a todos os bolivianos que votaram no Comunidade Cidadã (CC). Ao povo boliviano pelo seu compromisso democrático. A todos os dirigentes do CC, a nossos aliados. Cabe-nos sermos líderes de oposição . Honraremos a Bolívia”, escreveu Mesa no Twitter.

A presidente-interina Jeanine Añez, que é adversária do MAS, também já reconheceu a vitória de Arce .

Até o momento foram contabilizados oficialmente 20% dos votos, mas as pesquisas de boca de urna indicam a vitória de Luis Arce no primeiro turno. Ele é o candidato do partido Movimento ao Socialismo (MAS), que também é a sigla do ex-presidente Evo Morales.

Dados da Ciesmori, divulgados pela rede de TV Unitel, mostram Arce com 52,4% e Mesa com 31,5%. De acordo com a entidade Tu Voto Cuenta, o candidato do MAS possui 53% dos votos contra 30,8% do candidato do CC.

Fonte: IG Mundo

Comentários Facebook
publicidade

BRASIL E MUNDO

Hugo Chávez é um dos responsáveis por fraude na eleição, diz advogada de Trump

Publicado


source
Chávez
Creative Commons

Ex-presidente venezuelano é o novo alvo da campanha de Trump

O presidente Donald Trump , bem como os integrantes de sua equipe, ainda não desistiram de provar que as eleições 2020 nos EUA, que garatiram a vitória do democrata Joe Biden, foram fraudadas. Desta vez, foi a advogada do líder norte-americano quem fez acusações relacionadas ao pleito sem apresentar qualquer tipo de provas: segundo Sidney Powell, integrantes da CIA e até mesmo Hugo Chávez, ex-presidente da Venezuela morto em 2013, estariam envolvidos.

Em entrevista à emissora Newsmax, Powell disse que a máquina que processa os votos dos eleitores dos EUA, conhecida como Dominion, foi “manipulada” para prejudicar Trump , uma vez que Chávez foi um dos responsáveis pela criação do equipamento. Ela afirmou ainda que o supercomputador “The Hammer” e o software “Scorecard”, tecnologias desenvolvidas pela CIA, foram utilizadas para alterar a contagem das cédulas a davor do atual presidente.

“Gostaria de saber qual foi o papel que a CIA teve no início deste tipo de programa para começar a usá-lo em outros países”, acrescentou a advogada, ressaltando que a equipe jurídica de Trump está preparada para abrir novas ações para garantir que o resultado das eleições seja revertido.

“Nesta semana, acredito que tenhamos pronta a nova ação na Geórgia , e ela será bíblica. A situação por lá está extremamente ruim. Temos cédulas sendo trituradas, cédulas sendo jogadas fora em sacos de lixo, votos sendo trocados, os algoritmos sendo executados. Diga uma forma de fraude, e ela ocorreu na Geórgia”, afirmou Powell, sem apresentar qualquer tipo de prova.

Ainda sobre o envolvimento de Chávez no atual processo eleitoral, a campanha de Trump já atacou a empresa Smartmatic , criada por três venezuelanos na cidade da Flórida na década de 90, e a acusou de fornecer o software para a Dominion, apesar de as empresas serem concorrentes e dos equipamentos não terem sido utilizados em nenhum dos estados norte-americanos.

Fonte: IG Mundo

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Agronegocio

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana