economia

Boeing divulga número de entregas do quarto trimestre de 2020

Publicados

em


source

Contato Radar

undefined
Gabriel Araújo

Boeing divulga número de entregas do quarto trimestre de 2020

Na última terça-feira (12), a Boeing divulgou os números referentes às entregas de aeronaves comerciais do quarto trimestre de 2020.

Segundo a fabricante, foram entregues 59 aeronaves no total, sendo: 31 737, 3 747, 10 767, 11 777 e 4 787.

Durante o ano de 2020, mesmo sendo impactada pela crise causada pela pandemia e os problemas com o 737 MAX, a Boeing entregou 157 aeronaves, sendo 43 737, 5 747, 30 767, 26 777 e 53 787.

“Em decorrência da pandemia global, demos passos significativos para nos adaptarmos ao nosso novo mercado, transformar nossos negócios e atender nossos clientes comerciais, de defesa, espaciais e de serviços em 2020”, disse Greg Smith, vice-presidente executivo de Operações Corporativas e diretor financeiro da Boeing.

Você viu?

“A retomada das entregas do 737 MAX em dezembro foi um marco importante à medida que fortalecemos a segurança e a qualidade em nossa empresa. Ao passo em que continuamos navegando através da pandemia , estamos trabalhando em estreita colaboração com nossos clientes e monitorando a lenta recuperação do tráfego internacional para alinhar a oferta com a demanda do mercado”, completou.

O post Boeing divulga número de entregas do quarto trimestre de 2020 apareceu primeiro em Contato Radar – Notícias de aviação .

Comentários Facebook
Propaganda

economia

Servidores da Receita entram em greve nesta terça contra PEC emergencial

Publicados

em


source
Receita Federal fará greve nesta semana
Divulgação/Receita Federal

Receita Federal fará greve nesta semana

Servidores da Receita Federal farão uma paralisação em todo o Brasil na terça-feira (9) e quarta-feira (10), em protesto contra a desvinculação de recursos para o órgão. A medida foi aprovada na Proposta de Emenda Constitucional (PEC) Emergencial .

Segundo o Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal (Sindifisco), a previsão é de grande adesão à mobilização, que deve contar até com funcionários de alto escalão. Isso deve afetar controles alfandegários em aeroportos e portos, além de atendimento ao público em momento que acontece a entrega do Imposto de Renda .

No texto da PEC emergencial , aprovado na última semana pelo Senado , há a alteração de um artigo da Constituição . O artigo em questão permite que a Receita e administrações tributárias estaduais e municipais tenham despesas bancadas por fundos que recebem parte das multas arrecadadas por esses órgãos. Se a PEC for aprovada na  Câmara dos Deputados , onde será votada nesta semana, os auditores da Receita temem aperto no orçamento.

“A aprovação no Senado Federal da PEC 186, com o jabuti que desvincula recursos para a administração tributária, foi um ato de agressão contra o Estado brasileiro e não ficará sem resposta. Em face de mais um, talvez o mais violento ataque à Receita Federal do Brasil, os auditores fiscais do país inteiro promoverão um apagão de dois dias em todos os departamentos do órgão, com direta repercussão em serviços estratégicos para a economia”, afirmou o Sindifisco, em nota.

Segundo o sindicato, a desvinculação de recursos pode reduzir pela metade a estrutura física da Receita , gerando o fechamento de delagacias e agências, além de prejudicar fiscalizações. “A desvinculação de recursos ameaça não apenas a Receita Federal, que arrecada dois terços dos tributos do país, como também os Fiscos estaduais e municipais, na contramão do discurso de equilíbrio fiscal que supostamente se almejava com a PEC 186”, disse o presidente do Sindifisco, Kleber Cabral, ao Estadão.

De acordo com o Sindifisco, a paralisação de dois dias não será pontual, já que os protestos podem continuar “até que a Receita Federal seja respeitada e que as discussões em torno de tema tão sensível e impactante para o país não seja feita de forma subterrânea, como está acontecendo no Congresso”.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana