mato grosso

Blairo Maggi e outros quatro familiares estão com Covid-19

Publicados

em

O ex-governador Blairo Maggi (PP) confirmou neste domingo (10.01) que testou positivo para a Covid-19. Ele e quatro pessoas de seu núcleo familiar foram diagnosticados com a doença; sua esposa Terezinha Maggi, filha Ticiane Maggi, o genro Márcio, além do motorista Alenar.

Segundo o ex-governador, em mensagem em grupos de WhatsApp, eles já devem estar no 9º ou 10º dia de contaminação. Todos estão assintomáticos e isolados em Balneário Camburiú, onde recebem tratamento.

“Todos os exames normais, acompanhado a distância pelo médico da família, Dr. Jorge Lafeta e o Médico da Amaggi, Dr. Luiz Clemente, esperamos vencer com tranquilidade este Vírus, que tanto mal trouxe a milhares de pessoas e destruiu vidas e interrompeu sonhos”, postou.

Diversos políticos de Mato Grosso foram diagnosticados com Covid. Entre eles, estão o governador Mauro Mendes (DEM), o presidente da Assembleia, Eduardo Botelho (DEM), os senadores Jayme Campos (DEM) e Wellington Fagundes (PR), entre outros.

Íntegra da nota de Maggi:

Boa tarde, estas coisas são difíceis de manter restrito, a imprensa noticiou que Positivei para COVID-19, é verdade, mais 4 membros da minha casa, Esposa Terezinha, Filha Ticiane, Genro MARCIO, e motorista Alencar, mas todos estamos bem e assintomáticos por enquanto! Devemos estar no 9/10 dia, recebendo tratamento em casa. 

Todos os exames normais , acompanhado a distância pelo médicode casa Dr Jorge Lafeta e o Médico da Amaggi Dr Luiz Clemente, esperamos vencer com tranquilidade este Vírus, que tanto mal trouxe a milhares de pessoas e destruiu vidas e interrompeu sonhos.

Cumprindo Isolamento total em Balneário Camboriú-SC.

Abraço e obrigado.

Comentários Facebook
Propaganda

mato grosso

Mato Grosso registra 29 mortes em 24 horas; ocupação das UTIs está em 78,24%

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 435 internações em UTIs públicas e 373 em enfermarias públicas.

Publicados

em

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde deste domingo (20.06), 439.103 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 11.664 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado.

Foram notificadas 384 novas confirmações de casos de coronavírus no Estado. Dos 439.103 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 12.380 estão em isolamento domiciliar e 413.340 estão recuperados.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 435 internações em UTIs públicas e 373 em enfermarias públicas. A taxa de ocupação está em 78,24% para UTIs adulto e em 42% para enfermarias adulto.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (91.083), Rondonópolis (31.873), Várzea Grande (29.649), Sinop (21.289), Sorriso (15.236), Tangará da Serra (15.105), Lucas do Rio Verde (13.512), Primavera do Leste (11.188), Cáceres (9.490) e Alta Floresta (8.391).

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada por meio do Painel Interativo da Covid-19, disponível neste link.

O documento ainda aponta que um total de 354.401 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 83 amostras em análise laboratorial.

Cenário nacional

No sábado (19.06), o Governo Federal confirmou o total de 17.883.750 casos da Covid-19 no Brasil e 500.800 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, o país contabilizava 17.801.462 casos da Covid-19 no Brasil e 498.499 óbitos confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus.

Até o fechamento deste material, o Ministério da Saúde não divulgou os dados atualizados deste domingo (20.06).

Recomendações

Já existem vacinas para prevenir a infecção pelo novo coronavírus, mas ainda é importante adotar algumas medidas de distanciamento e biossegurança.

Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca da Covid-19. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo vírus. Entre as medidas estão:

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;
– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;
– Evitar contato próximo com pessoas doentes;
– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;
– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana