politica gestao

Blairo Maggi diz que agronegócio precisa se abrir mais ao mercado externo

Em encontro com produtores rurais no Mato Grosso, ministro da Agricultura disse não ser preciso ter medo da concorrência

Publicados

em


Mapa

Blairo Maggi

 

Durante encontro com os produtores rurais de Alta Floresta (MT), o ministro Blairo Maggi, Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), afirmou que as mudanças na área econômica que estão sendo promovidas pelo governo federal são muito importantes para a retomada da economia do país. “O presidente Michel Temer entrará para a história por fazer mudanças que precisam ser feitas”, disse o ministro. Para ele, a reforma trabalhista foi importante, mas há ainda questões importantes a serem modificadas.

 

Blairo Maggi disse que apesar da crise política, é o momento de o Brasil aprovar mudanças capazes de recolocar a economia de volta aos trilhos com crescimento forte e sustentável.

 

Sobre o agronegócio, voltou a criticar a imposição de dificuldades para importar produtos de outros países. Na opinião de Maggi, é importante que o Brasil se abra mais para novos produtos e não tenha medo da concorrência. “Nós não podemos deixar de fazer o enfrentamento com o mundo. Por exemplo, quando abrimos a carne brasileira para os Estados Unidos, também abrimos a carne americana para cá. É assim que funciona”, disse Maggi, que acabou de retornar de viagem a Washington com o objetivo de negociar a retomada das exportações de carne bovina in natura para aquele país.

 

“Vocês acham que devemos ter medo da produção de carne americana ou holandesa, ou russa? Eu acho que não. Temos uma pecuária muito forte, muito grande. O Brasil é o maior criador de bovinos no mundo”, continuou.

 

Agro+

 

Na sua gestão, declarou Maggi, há questões importantes que têm norteado suas ações. Uma delas é a desburocratização, implantada por meio do programa Agro +, que resolveu mais de 700 demandas apresentadas por produtores. “Pará nós o que importa é o aumento da produtividade com baixo custo e acesso à tecnologia”.

 

Outra medida foi a liberação para importar produtos do setor. “Trabalhamos na direção de fazer a diferença no mercado internacional, possibilitando que os produtores rurais tenham condições de acessar produtos, insumos de forma mais barata. E como eu posso fazer isso? Quebrar cartéis, monopólios. Há anos e anos, eram duas ou três empresas cuidando das importações”, disse o ministro. A inclusão, o licenciamento, de novos produtos beneficiam o agricultor, o pecuarista, frisou. “O Mapa tem trabalhado muito nesse papel de dar ao produtor rural condição para que seja mais eficiente, mais produtivo”, afirmou.

 

Mato Grosso

 

Ao se dirigir aos produtores locais, disse que a agricultura e a pecuária têm sustentado o Brasil, estimulando a volta do crescimento. Destacou que a região está produzindo, neste ano, 60 milhões de toneladas de grãos. “É uma coisa impensável há pouco tempo atrás. A produtividade era muito baixa. Agora, não, a agricultura chega a qualquer lugar com alta tecnologia, conhecimento e muita variedade. Os problemas de doenças são resolvidos. E compensa fazer a agricultura combinada com a pecuária, o que dá um suporte econômico muito bom”, observou.

Comentários Facebook
Propaganda

politica gestao

Você está vivo? O INSS duvida e você tem até sexta-feira para provar o contrário

Publicados

em

Termina na próxima sexta-feira (31) o prazo para aposentados, pensionistas e anistiados políticos do Executivo federal que não realizaram a prova de vida entre janeiro de 2020 a setembro de 2021 comprovarem vida.

A obrigatoriedade da prova de vida estava suspensa, como medida de prevenção ao contágio pela Covid-19, mas voltou a ser exigida a partir de outubro de 2021.

Segundo a Secretaria de Gestão do Ministério da Economia, para realizar a prova de vida, os aposentados, pensionistas e anistiados devem comparecer presencialmente a uma agência do banco onde recebem o pagamento, munidos de documento de identificação com foto

Prova de vida digital – Também é possível realizar a prova de vida digital. Para isso é necessário ter a biometria (identificação digital) já cadastrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) ou no Departamento Nacional de Trânsito (Denatran).

No celular, é necessário instalar o aplicativo gov.br, por meio do qual é realizada a validação facial. O acompanhamento da situação da prova de vida, assim como a obtenção do seu comprovante e notificações para lembrar o prazo da realização são realizados pelo aplicativo SouGOV.BR, desenvolvido exclusivamente para servidores ativos, aposentados e pensionistas da Administração Pública Federal.

Independentemente do canal em que realizou a prova de vida, o beneficiário pode consultar sua situação pelo aplicativo SouGOV.BR, disponível nas lojas Google Play e App Store ou pelo computador.

Com informações da Agência Brasil

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

Mais Lidas da Semana