POLÍTICA NACIONAL

Barros diz que processará senadores que votarem a favor do relatório da CPI

Publicados

em


source
Ricardo Barros na CPI da Covid
Divulgação/Agência Senado/Jefferson Rudy

Ricardo Barros na CPI da Covid

O líder do governo Bolsonaro na Câmara, Ricardo Barros (PP-PR), disse nesta quarta-feira que processará todos os senadores que votarem a favor de trecho do relatório da CPI da Covid que trata do seu caso . Em versão preliminar do documento, que ainda vai a votação, o senador Renan Calheiros (MDB-AL) pede que a Receita Federal investigue as empresas de Barros. O relatório conclui que “irregularidades” indicam “uma prática própria de quem oculta a origem dos recursos (por exemplo, por corrupção)”.

Nesta quarta-feira, o líder do governo marcou presença em sessão do Conselho de Ética da Câmara. Ele é alvo de representação do PSOL, que o acusa de quebra de decoro no contexto da aquisição da vacina indiana Covaxin. Segundo a legenda, Barros atuou no “começo, meio e fim” de negociação “eivada de suspeitas e ilegalidades”.

O relator do caso, Cezinha de Madureira (PSD-SP), pediu o adiamento da leitura de seu parecer, e então o colegiado aprovou a retirada de pauta.

“A investigação provou que eu não participei, e ele (Renan) insiste em fazer uma tese que não tem fundamento nenhum. Vai responder juridicamente. E os outros senadores que votarem a favor do relatório também, na sucessão. Ele eu processo agora, quando ele divulga seu relatório. Os outros eu divulgo depois, quando votarem a favor do relatório dele sabendo que não tem os elementos”, afirmou Barros.

O líder do governo afirmou ainda que já avisou aos parlamentares sobre sua decisão de levar o caso à Justiça por abuso de autoridade e denunciação caluniosa. Também argumentou que não há “uma vírgula” que evidencie qualquer crime.

“Informarei a cada senador, vou tentar um destaque no plenário, mas se não tiver um senador que apresente, informarei a cada senador a minha defesa, o esclarecimento de que as ilações do relatório do Renan não se confirmaram. Eles podiam ter encontrado elementos de prova e colocado, mas não encontraram”, acrescentou.

Leia Também

A CPI pediu a quebra de sigilo das empresas de que Ricardo Barros é sócio. Ele foi investigado pela comissão por ligação com as empresas que sustentaram a venda da vacina indiana Covaxin ao governo federal e por ter levado um empresário da Belcher Farmacêutica, interessada em vender imunizantes, para encontrar o ministro Marcelo Queiroga.

Leia Também

Entre as firmas citadas está a RC1 Incorporações, sociedade de Barros e sua esposa. A empresa auferiu receita bruta no valor de R$1,78 milhão em 2017, embora tenha um só funcionário e não tenha emitido nenhuma nota fiscal, segundo informações da CPI.

Outra empresa de Barros citada é a BB Corretora Ltda. “Com apenas 4 funcionários, a empresa faturou, somente em 2019, R$ 2.305.000,00, sem emitir qualquer nota fiscal. No mesmo período, distribuiu ao sócio Ricardo Barros R$ 1.850.110,00, a título de lucro/dividendo”, registra a minuta do relatório.

Barros disse ainda que a aprovação do relatório não afetaria o seu papel como líder do governo na Câmara.

“Estou tranquilo, adorei o relatório, não tem uma vírgula do relatório que me comprometa. Zero. O presidente Bolsonaro já falou em entrevista que eu estou na liderança e conto com a confiança dele para conduzir as questões de governo. Isso é um circo. Vou repetir, é um circo. E um circo não vai influenciar as decisões do governo.”

Comentários Facebook
Propaganda

POLÍTICA NACIONAL

Morre Sérgio Rubens, vice-presidente do PCdoB; políticos lamentam

Publicados

em


source
Sérgio Rubens, vice-presidente do PCdoB
Reprodução

Sérgio Rubens, vice-presidente do PCdoB

Sérgio Rubens de Araújo, vice-presidente do PCdoB, morreu no último domingo (5) em decorrência de uma parada cardíaca. Ele tinha 73 anos. O anuncio do falecimento foi feito pelo Partido Comunista do Brasil. 

Em nota, a presidenta nacional do Partido, Luciana Santos, lamentou a “intempestiva” perda e reforçou o legado de Sérgio Rubens. Confira:

“PCdoB e o Brasil perdem Sérgio Rubens

É com o coração atravessado de dor e tristeza que comunicamos o falecimento de Sérgio Rubens de Araújo Torres, vice-presidente e membro do núcleo dirigente do Partido Comunista do Brasil (PCdoB), ocorrido na noite deste domingo (5). Perdemos um grande brasileiro e um revolucionário de estatura elevada.

Sérgio Rubens tem uma trajetória de décadas de militância e liderança, que vem do lendário Movimento Revolucionário Oito de Outubro (MR-8) e de seu sucedâneo, o Partido Pátria Livre (PPL), até chegar, com muita honra, ao PCdoB, em 2019.

Diante das graves ameaças advindas da vitória da extrema-direita em 2018, Sérgio Rubens tomou uma decisão histórica ao promover a união de forças entre o PPL e o PCdoB. Decisão que foi construída harmonicamente entre as direções das duas legendas.

Foi expoente e liderança de primeira grandeza de uma corrente política patriótica, revolucionária e marxista. Sua atuação como dirigente do PCdoB enriqueceu nossa legenda em sagacidade tática, visão estratégica, cultura patriótica e formação teórica marxista.

Seu exemplo de compromisso e dedicação sem limite ao Partido, ao Brasil, ao povo ficará para sempre em nosso coletivo militante. Foi de uma lealdade irretocável, e de uma generosidade que nos alimentava de valores revolucionários elevados.

Homem de cultura densa, amante do cinema, entremeio às suas tarefas gerais complexas, trabalhava com afinco para que os bons filmes pudessem ser assistidos pelo povo. Tinha convicção de que o cinema tem o grande papel de descortinar horizontes de liberdade e de impulsionar projetos políticos de transformação.

São apenas breves referências, sob o impacto da grande dor que sentimos pela morte de Sérgio Rubens. Sua biografia é longa, densa, rica, de amor ao Brasil e ao povo.

A bandeira vermelha de nosso Partido, entrelaçada à bandeira verde amarela de nossa pátria, se curva em honra à memória e ao legado de Sérgio Rubens. Nossos sentimentos afetuosos aos familiares, aos camaradas que com ele lutaram por décadas, ao conjunto de nossa militância e dirigentes que sabem da grande perda que o Brasil e o nosso Partido acabam de sofrer.

Leia Também

Camarada Sérgio Rubens, saberemos honrar seu exemplo de grande revolucionário, saberemos honrar teu rico legado!

Recife, 5 de dezembro de 2021

Luciana Santos

Presidenta do Partido Comunista do Brasil (PCdoB)

Nesta segunda-feira (6), diversos políticos lamentaram a perda. O ex-presidente Lula, relembrou a luta de Sérgio Rubens contra a ditadura militar:

Companheiros de partido também se manisfetaram. A deputada federal Jandira Feghali fez uma publicação dizendo que Rubens “dedicou a vida à luta pela pátria e pelo povo”:

O deputado federal, Orlando Silva, também do PCdoB, relembrou a felicidade de Rubens ao contar que tinha tomado a terceira dose da vacina contra a Covid-19:

Rubens Jr., deputado federal, afirmou que a “integridade e coerência política” sempre marcaram a carreira política de Sérgio Rubens:

Além da política, Rubens seguiu carreia como cineasta e foi destaque na cultura nacional e popular. Homenagens fora feitas na manhã desta segunda-feira e o seputalmento foi às 15h30 no cemitério São Pedro, em São Paulo. 


Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana