economia

Banco fará leilão de imóveis com desconto de até 59%

Publicados

em

source
Banco vai promover leilão no dia 20 com oferta de 115 imóveis residenciais e comerciais e descontos de até 59%
Agência Brasil

Banco vai promover leilão no dia 20 com oferta de 115 imóveis residenciais e comerciais e descontos de até 59%

O Santander anunciou a venda de 115 imóveis por meio de um leilão que será realizado no dia 20 de junho. Segundo a instituição financeira, os descontos podem chegar a 59%. Estarão à venda casas, apartamentos, salas comerciais, galpões, prédios e terrenos em 12 estados do país, com valores iniciais entre R$ 29.200 e R$ 3,6 milhões. O pregão ficará a cargo da Sold Leilões . O edital do leilão também está disponível no portal do banco .

Os imóveis estão situados em Rio de Janeiro (24), Amazonas (1), Bahia (5), Ceará (4), Goiás (2), Minas Gerais (19), Paraná (6), Pará (1), Pernambuco (10), Rio Grande do Sul (13), Sergipe (3) e São Paulo (25). É possível fazer a pesquisa virtual segundo a região, a cidade e o valor do bem desejado.

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia. Siga também o  perfil geral do Portal iG 

De acordo com o banco, todos os imóveis que tiverem débitos de condomínio e IPTU terão a situação regularizada antes da venda, sem ônus para os compradores.

Para quem estiver em busca de crédito, no caso de bens residenciais, será possível financiar até 80% do valor em 420 meses (prazo máximo). Para os que desejam adquirir salas comerciais, os financiamentos poderão chegar a 360 meses. Lotes e terrenos serão vendidos à vista.

Confira alguns exemplos

No Rio de Janeiro (RJ), há um apartamento com 42m² à venda por R$ 68 mil (redução de 38% em relação ao preço real). Em Rio das Ostras (RJ), uma casa com 58m² tem lance inicial de R$ 58.500 (menos 47%).

Em São Paulo (SP), um apartamento de 29m² tem lance inicial de R$ 109.700 (deságio de 46%). Ainda na capital paulista, uma casa de 127m² pode ser arrematada a partir de R$ 339.900 (preço 39% abaixo do valor de avaliação).

Em Sete Lagoas (MG), um lote com 510m² pode ser adquirido por R$ 62.700. O lance inicial está 47% abaixo do valor de avaliação. Em Conselheiro Lafaiete (MG), uma casa com 275m² tem lance a partir de R$ 249.100 (deságio de 50%).

Em Novo Hamburgo (RS), um apartamento de 353m² pode ser vendido por R$ 750.700. Esse valor é 43% menor do que o preço original. Em Porto Alegre (RS), pode-se adquirir um apartamento de 43m² a partir de R$ 123.700 (38% menos).

Uma casa de 237m² em Camaçari (BA) tem lance inicial de R$ 353.900 (40% abaixo do valor de avaliação). Em Salvador (BA), um apartamento de 71m² custa a partir de R$ 198 mil (40% de deságio).

Sala comercial e prédio

Entre os imóveis comerciais à venda, há 11 opções no leilão. Em Itaboraí (RJ), por exemplo, há uma sala comercial com 20m² por R$ 61 mil (lance inicial 58% abaixo do valor de avaliação). Em Floresta (PE), um prédio de 231m² recebe lances a partir de R$ 382.800 (47% de deságio).

Comentários Facebook
Propaganda

economia

Aposentadoria por invalidez: INSS muda regra para acúmulo de benefício

Publicados

em

Aposentadoria por invalidez: INSS muda regra para acúmulo de benefício
O Dia

Aposentadoria por invalidez: INSS muda regra para acúmulo de benefício

Segurados do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) que conseguirem concessão de aposentadoria por invalidez — hoje chamada de aposentadoria por incapacidade permanente — terão 60 dias para apresentar um documento ao órgão informando se recebem ou não outro benefício previdenciário.

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia. Siga também o  perfil geral do Portal iG

A regra consta em uma portaria publicada no início deste mês e que passou a valer no último dia 12. Caso o segurado não apresente essa autodeclaração no prazo determinado informando se recebe aposentadoria ou pensão em outro regime de previdência social, o benefício será automaticamente suspenso. E, após seis meses de suspensão, bloqueado.

Segundo o INSS, a reativação dos benefícios suspensos ou cessados poderá ser realizada somente mediante apresentação da autodeclaração.

A nova portaria altera uma regra já existente. Antes, era preciso apresentar a autodeclaração ainda durante o processo de análise do benefício por incapacidade permanente. Agora, o documento só precisa ser entregue depois que o benefício é concedido.

A autodeclaração deve ser realizada via internet pelo site ou app Meu INSS por meio do serviço “Informar sobre Recebimento de Benefício em Outro Regime de Previdência” ou ainda pelo telefone 135. 

A nova regra vale apenas para os benefícios concedidos após a vigência da portaria.

Veja alguns benefícios que podem ser acumulados

  • Aposentadoria do INSS + pensão do INSS;
  • Aposentadoria de servidor público + pensão do INSS;
  • Aposentadoria do INSS + aposentadoria de servidor público;
  • Aposentadoria do INSS + pensão de servidor público;
  • Aposentadoria (do INSS ou de servidor) + pensão militar.

A Reforma da Previdência alterou as regras para o acúmulo de benefícios. No caso de acumulação, o benefício com valor mais vantajoso será mantido integralmente, enquanto o outro será reduzido. Se o valor do menor benefício for igual a um salário mínimo (R$ 1.212 em 2022), ele será pago integralmente.

Tabela de redução de benefícios

  • Um salário mínimo: 100%;
  • Acima de um a dois salários mínimos: 60%;
  • Acima de dois a três salários mínimos: 40%;
  • Acima de três a quatro salários mínimos: 20%;
  • Acima de quatro salários mínimos: 10%.


Fonte: IG ECONOMIA

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

TECNOLOGIA

MATO GROSSO

Política Nacional

Mais Lidas da Semana