BRASIL E MUNDO

BA: homens cercam ambulância do Samu e disparam contra casal em Salvador

Publicados

em


source
Casal é morto dentro de Samu na Bahia
Divulgação/Ministério da Saúde

Casal é morto dentro de Samu na Bahia

Na noite de segunda-feira (29), em Salvador , cerca de quatro homens armados tentaram invadir uma ambulância do Samu para matar o paciente e sua acompanhante, na Estrada Derba, perto do Hospital do Subúrbio. As informações foram apuradas pelo Bahia Notícias. 

De acordo com informações fornecidas pelo coordenador do Samu, Ivan Paiva, a equipe de socorristas atendia um chamado e foi buscar o paciente com uma lesão causada por arma de fogo, na UPA Santo Inácio. O Samu transportava o homem e sua namorada, que não estava ferida para o hospital e em seguida, o automóvel foi cercado pelos homens armados

Conforme divulgado pela assessoria da Polícia Militar, os criminosos abordaram a ambulância com um carro, de cor branca, adentraram no veículo e disparam contra o casal . Os profissionais de saúde não sofreram nenhum dano físico, mas o condutor do automóvel desenvolveu uma crise hipertensiva e precisou recorrer a atendimentos.  

“Certamente ninguém, depois de uma situação como essa, volta a dar plantão”, declarou o coordenador do Samu. O mesmo disse que os profissionais devem ser afastados de suas funções por um tempo até se recuperarem de episódio. 

Segundo informações da Polícia Militar, os quatro homens se encontram foragidos. Equipes da 31ª CIPM e do Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRV) foram designados para a região para isolar a área até a chegada do Serviço de Investigação em Local de Crime (Silc), para seguir com a perícia e retirada dos corpos do local. Investigação será movida pela Polícia Civil

Comentários Facebook
Propaganda

BRASIL E MUNDO

Família de novo ministro teria tentado expulsar indígenas de terra em SP

Publicados

em


source
O novo ministro do Meio Ambiente e o presidente Jair Bolsonaro
Reprodução

O novo ministro do Meio Ambiente e o presidente Jair Bolsonaro

O novo ministro do Meio Ambiente, Joaquim Álvaro Pereira Leite , integra uma tradicional família de fazendeiros de café que disputa uma porção da Terra Indígena Jaraguá, em São Paulo. As informações são da BBC Brasil.

Um documento da Funai (Fundação Nacional do Índio) diz que capatazes da família do ministro chegaram a destruir a casa de uma família indígena ao tentar expulsá-la do território.

A terra tem 532 hectares e fica nos municípios de São Paulo e Osasco. Nela moram indígenas dos povos Guarani Mbya e Ñandeva, segundo a Comissão Pró-Índio de São Paulo.

Segundo relatório de identificação da terra indígena, o pai do novo ministro, Joaquim Álvaro Pereira Leite Neto, teria, em 1986 exigido a Funai “retirasse os marcos físicos do processo demarcatório da área indígena Jaraguá, alegando ser o proprietário da área, acusando agressivamente a Funai de estar praticando um crime”.

Você viu?

“Tal agressividade, no entanto, extrapolou para além das missivas, e passaram então esses cidadãos a fazer ameaças aos índios, a intimidá-los com capatazes, e mesmo destruindo uma de suas casas”, segue o relatório.

Como a Funai não paralisou a demarcação, os indígenas teriam passado a sofrer ameaças da família.

No entanto, o Ministério Público Federal teria acionado a Polícia Federal, que interveio e evitou a expulsão.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana