mato grosso

Avaliação da aprendizagem escolar dos alunos da rede estadual de ensino será realizada entre 24 e 28 de maio

Publicados

em


O Governo de Mato Grosso, por meio da Secretaria de Estado de Educação (Seduc-MT), irá realizar entre os dias 24 e 28 de maio o Avalia MT, uma avaliação diagnóstica que vai verificar o nível de aprendizado dos estudantes e, a partir dos resultados, elaborar políticas públicas para superação das dificuldades encontradas.

Esta é a segunda edição da avaliação, que neste ano será feita em parceria com a Caed (Fundação Centro de Políticas Públicas e Avaliação da Educação, da Universidade de Juiz de Fora). As provas abrangem a rede estadual de ensino, com provas nos formatos digital e impresso.  

“O foco da avaliação é verificar a aprendizagem dos estudantes, de modo a analisar o que eles já aprenderam e o que ainda precisam aprender”, disse Brígida Couto, coordenadora de Avaliação da Seduc-MT.

Os resultados vão ajudar no planejamento de ações interventivas por parte da Secretaria de Estado de Educação a fim de que as dificuldades dos estudantes possam ser minimizadas, explicou a coordenadora. 

Os alunos poderão optar entre prova impressa ou digital. As avaliações impressas terão que ser retiradas na escola por pais ou responsáveis, que depois deverão devolver na unidade de ensino o cartão de resposta. Já as digitais devem ser acessadas no site https://avaliacaoemonitoramentomatogrosso.caeddigital.net usando o código de cadastro do aluno no sistema SigEduca como login e senha. 

Dúvidas sobre a avaliação podem ser enviadas para o e-mail currí[email protected]

Provas e resultados

As perguntas do programa Avaliação MT serão elaboradas pela Caed. Estudantes do 2º, 3º e 4º anos do Ensino Fundamental responderão a 40 questões de Língua Portuguesa e Matemática. Para os alunos do 5º e 6º anos, vão ser aplicadas 44 perguntas dessas duas disciplinas.

Os estudantes do 7º, 8º e 9º anos do Ensino Fundamental e os do Ensino Médio terão que responder a 52 questões de Língua Portuguesa e Matemática.

A previsão é que as escolas lancem informações na plataforma sobre as avaliações até o dia 10 de junho e que, no mês seguinte, a Caed possa disponibilizar os resultados.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Propaganda

mato grosso

Distribuição de vacinas para lactantes e trabalhadores da assistência social é definida

Publicados

em

Mato Grosso deve iniciar, nos próximos dias, a vacinação contra Covid-19 de lactantes e trabalhadores da assistência social, conforme pactuação da Comissão Intergestores Bipartite de Mato Grosso (CIB-MT). O colegiado de saúde definiu a distribuição para este e outros grupos das 71.440 doses de vacinas enviadas nesta sexta-feira (18.06) pelo Ministério da Saúde, sendo 37.440 da Pfizer e 34.000 da CoronaVac.

De acordo com a Resolução Nº 63, devem ser vacinadas com primeira e segunda doses do imunizante CoronaVac as lactantes de bebês de até 1 ano de idade completos. As doses correspondentes à segunda aplicação deste grupo ficarão reservadas nas Redes de Frio dos Escritórios Regionais de Saúde e entregues em data mais próxima do prazo para a aplicação. Ao todo, deverão ser contempladas com essa remessa de vacina 20% das lactantes.

O documento ressalta ainda que, completado este grupo de lactantes e caso o município ainda disponha de doses destinadas para este público, os imunizantes poderão ser destinados para a vacinação das lactantes de crianças de 1 ano e um dia de idade até 2 anos completos.

Já os trabalhadores da assistência social serão imunizados com a primeira dose da Pfizer. A pactuação prevê a vacinação de 91,6% deste público. A imunização ocorrerá conforme a relação atualizada destes trabalhadores, com base nos cadastrados do Sistema Nacional de Cadastro de Trabalhadores do Sistema Único de Assistência Social, mantido pelo Ministério da Cidadania.

Outros grupos

A resolução ainda definiu que um quantitativo das doses da Pfizer deverá contemplar a aplicação da primeira dose em gestantes e puérperas com comorbidades e sem comorbidades com prescrição médica, pessoas com comorbidades ou com deficiência permanente grave, forças de segurança, salvamento e forças armadas, além de trabalhadores da educação.

Parte das doses da CoronaVac serão destinadas a seis municípios do Estado, que farão a segunda aplicação para conclusão do esquema vacinal dos grupos de trabalhadores da saúde, pessoas com 60 anos ou mais institucionalizadas, em pessoas com comorbidades ou deficiência permanente, gestantes e puérperas pertencentes. Serão contemplados com essas doses os municípios de Apiacás, Campo Verde, Cuiabá, Luciara, Rondonópolis e Tesouro.

Para a vacina da Pfizer, o prazo de aplicação da segunda dose é de até 12 semanas. Já para a vacina CoronaVac, o prazo da segunda dose varia entre 14 e 28 dias. O detalhamento das vacinas por público-alvo pode ser acessado no documento em anexo.

Caso os municípios alcancem a completa vacinação dos públicos-alvo estabelecidos para a imunização, a CIB orienta a continuidade da imunização dos demais públicos elencados pelo Ministério da Saúde.

Após a distribuição dos imunizantes aos municípios, as vacinas deverão ser armazenadas conforme as condições estabelecidas pela fabricante e Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e com o apoio da segurança pública.

A aplicação das doses deve ser obrigatoriamente registrada pelos municípios no Sistema Nacional do Programa de Imunização (SI-PNI), do Ministério da Saúde. Até o momento, Mato Grosso já recebeu 1.572.670 doses de imunizantes contra a Covid-19.

Confira a seguir, em anexo, a quantidade de doses que cada município vai receber.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana