POLÍTICA NACIONAL

Autor da “CPI ampliada”, Girão é escolhido para compor comissão da CPI da Covid

Publicados

em


source
Eduardo Girão (Podemos-CE) vai fazer parte da CPI da Covid
Edilson Rodrigues/Agência Senado

Eduardo Girão (Podemos-CE) vai fazer parte da CPI da Covid

O Podemos escolheu, nesta terça-feira (13), os dois representantes do partido que vão compor a comissão da CPI da Covid no Senado. Serão Eduardo Girão (CE) — senador que colheu assinaturas para a “CPI ampliada, que investigará, também, estados e municípios — e Marcos do Val (ES). As informações são da CNN Brasil .

Eduardo Girão foi o responsável por propor que estados e municípios também sejam objetos de investigação. A solicitação do senador foi apensada ao requerimento apresentado por Randolfe Rodrigues (Rede-AP).

Os parlamentares escolhidos pelo partido seguem uma linha mais próxima à do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Segundo apuração da CNN, o maior bloco do Senado (MDB, PP e Republicanos) deve indicar dois representantes vistos como mais independentes. Os mais cotados são Renan Calheiros (MDB-AL) e Eduardo Braga (MDB-AM). Ciro Nogueira (PP-PI), mais alinhado ao Planalto, também deve ser incluído.

Omar Aziz (PSD) também deve fazer parte da comissão, já que o Amazonas é um dos focos da investigação. Otto Alencar (PSD-BA), médico, deve ser o outro escolhido.

Tasso Jereissati (PSDB-CE), Randolfe Rodrigues (Rede-AP) e Humberto Costa (PT-PE) devem completar a comissão.

Comentários Facebook
Propaganda

POLÍTICA NACIONAL

Câmara conclui discussão de projeto sobre pedágios; votação será na manhã desta quinta

Publicados

em


Pablo Valadares/Câmara dos Deputados
Plenário - Sessão Deliberativa
Sessão do Plenário da Câmara dos Deputados

A Câmara dos Deputados encerrou a discussão do Projeto de Lei 886/21, do Senado, que estabelece regras gerais para a implantação do sistema de livre passagem na cobrança de pedágios em rodovias e vias urbanas. Por acordo entre os líderes, a votação ficou para esta quinta-feira (6), em sessão marcada para as 9h30.

O texto é um substitutivo dos senadores para o PL 1023/11, aprovado pelos deputados em 2013 e que concedia isenção de pedágio para moradores das cidades onde estão as praças de cobrança.

Enquanto a redação aprovada naquela ocasião remetia o custo da isenção à revisão de tarifa para os demais usuários, o projeto do Senado cria um sistema de cobrança proporcional aos quilômetros rodados na rodovia ou rua pedagiada.

Para isso, deve ser usado sistema de reconhecimento visual automático de placas (Reconhecimento Óptico de Caracteres – OCR) ou identificação de chips instalados na licença do veículo por meio de rádio (Identificação por Radiofrequência – RFID).

Deputados da oposição pretendem votar o texto da Câmara ou acolher pontos do texto do Senado.

Reportagem – Eduardo Piovesan
Edição – Pierre Triboli

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana