BRASIL E MUNDO

Ataque com faca deixa quatro feridos em Paris

Publicado


.

O premiê francês, Jean Castex, disse nesta sexta-feira (25) que quatro pessoas ficaram feridas em um ataque à faca que ocorreu nas proximidades da antiga sede da revista satírica Charlie Hebdo, em Paris, e a polícia afirmou que um suspeito foi preso.

Uma fonte policial havia dito anteriormente à Reuters que dois dos quatro feridos corriam risco de morte.

“Eu estava no meu escritório. Ouvi gritos na rua. Olhei pela janela e vi uma mulher que estava deitada no chão e havia levado uma pancada no rosto do que possivelmente era um facão”, disse uma testemunha à rádio Europa 1.

“Eu vi um segundo vizinho no chão e fui ajudar.”

A polícia de Paris informou que uma pessoa foi presa perto da Ópera da Bastilha.

Uma fonte policial disse que um facão foi encontrado no local. Outras fontes da afirmaram que um cutelo foi encontrado na região.

As autoridades locais pediram às pessoas que evitassem a área e disseram que uma operação policial estava em andamento em um distrito no nordeste de Paris. O vice-prefeito, Emmanuel Gregoire, twitou que a polícia estava em busca de um indivíduo “potencialmente perigoso”.

O metrô de Paris fechou linhas na área.

Em 2 de setembro 14 pessoas foram a julgamento em Paris, acusadas de serem cúmplices do ataque às instalações da Charlie Hebdo em janeiro de 2015, que matou 12 pessoas.

O tribunal ouviu que o grupo havia tentado vingar o profeta Maomé, quase uma década depois de a revista publicar desenhos que satirizavam o líder religioso.

Comentários Facebook
publicidade

BRASIL E MUNDO

Roma é alvo de protesto violento contra medidas anti-Covid

Publicado


source
Roma Itália
Wikimedia Commons

Roma Itália

Na tarde desta terça-feira (27), centenas de pessoas se reuniram na Piazza del Popolo, no centro de Roma , para protestar contra o governo do primeiro-ministro da Itália , Giuseppe Conte, e as medidas tomadas para tentar conter a pandemia do novo coronavírus . As informações são da agência de notícias italiana Ansa.  

O ato foi organizado pelo Forza Nuova, partido político nacionalista de extrema-direita da Itália. A ocasião foi marcada por tumultos e confrontos entre os manifestantes e a polícia italiana. Diversos militantes lançaram bombas de fumaça e papel contra os agentes, que usaram hidrantes para dispersar a multidão.   

Durante o ato, latas de lixo foram incendiadas e scooters e bicicletas foram destruídas ao longo da via del Muro Torto. As autoridades informaram que um grupo de pessoas foi preso.

Segurança pública

De acordo com a Ansa, após mais um protesto contra as medidas anti-Covid, a ministra do Interior da Itália, Luciana Lamorgese, convocou uma reunião com um Comitê de Segurança para esta quarta-feira (28), às 11h30 (no horário local) para debater a ordem e segurança pública do país.

Ainda de acordo com a agência, nesta segunda (26), diversas manifestações pacíficas e violentas foram registradas em toda a Itália. As polícias de Milão e de Turim denunciaram cerca de 30 pessoas por conta dos tumultos.   

Fonte: IG Mundo

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Agronegocio

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana