POLÍTICA MT

Associação do IFMT recorre à ALMT para viabilizar doação de terreno

Publicado

Foto: Maurício Barbant

Em reunião com o presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso, deputado Eduardo Botelho (DEM), nesta sexta-feira (16.10), na Presidência, o presidente da Associação dos Servidores do Instituto Federal de Educação Tecnológica de Mato Grosso, Roberto Miranda de Medeiros, solicitou o apoio da ALMT para intervir junto ao governo do estado e consolidar a doação da área onde funciona a atual sede da associação, desde 1989, na avenida Juliano da Costa Marques, em Cuiabá. No local também deverá ser construída a sede administrativa do IFMT, que atualmente funciona em prédio alugado.

Botelho, que também é ex-aluno do IFMT, ouviu atentamente as reivindicações e orientou a formalização do pedido.

“Viemos aqui para procurar a melhor maneira de resolver esse impasse através de uma doação dessa área para nosso Instituto Federal. Ocorre que uma lei proíbe que o estado doe essa área para instituição privada como a nossa, mesmo tendo sido cedida no passado. Já investimos no local onde estamos há décadas”, esclareceu o presidente Miranda, ao destacar que, ao longo desses anos, a associação fez importantes investimentos, como a construção de campo de futebol society, piscina e salão de festas, para atender seus associados. Mas poderá ter que sair por causa de uma liminar.

A associação tem aproximadamente 120 membros e, além de lazer, oferece serviços de restaurante com desconto de 20% e escolinha de futebol.

O representante do IFMT, pró-reitor de Desenvolvimento Institucional, João Germano, disse que a instituição está presente em 19 campi e precisa do apoio para viabilizar o espaço.

“Em conjunto com a associação, queremos unir esforços junto ao governo do estado para viabilizar a doação dessa aérea, cerca de dois hectares, para a União. Dessa forma, conseguiremos fazer o projeto e buscar recursos para que seja edificada a sede administrativa do IFMT. A associação passa por essa demanda e temos interesse porque a instituição também se preocupa com a qualidade de vida dos nossos servidores. É uma forma de promover a saúde e a integração do servidor. Temos muitos colegas que já se aposentaram e frequentam o espaço, que é um ambiente que a instituição preza pela manutenção. Então, a gente vem de mãos dadas caminhar juntos nessa demanda”, ressaltou Germano.

Também participaram da reunião o pró-reitor de Extensão, Marcos Taques; os professores e ex-diretores do IFMT Edivá Pereira e Henrique do Carmo Barros e a vice-presidente da Associação dos Servidores do IFMT, Marilza da Silva Taques.

Fonte: ALMT

Comentários Facebook
publicidade

POLÍTICA MT

Projeto quer criar cursinho vestibular gratuito Aprova Mato Grosso

Publicado


Deputado Thiago Silva em sessão plenária da ALMT

Foto: ANGELO VARELA / ALMT

O deputado estadual Thiago Silva (MDB) apresentou o Projeto de Lei nº  894/2020 para que o governo do estado possa criar o cursinho pré-vestibular gratuito Aprova Mato Grosso. O projeto foi apresentado durante sessão remota da Assembleia Legislativa no início do mês.

O projeto tem como objetivo atender os estudantes carentes, alunos das escolas públicas e pessoas de baixa renda com aulas gratuitas de cursinhos pré-vestibular. O curso utilizará as instalações da rede pública estadual, no turno noturno. De acordo com a proposição, as vagas serão preenchidas com 70% para estudantes das escolas públicas e 30% para quaisquer interessados, mediante a comprovação de baixa renda e prestação de provas de seleção.

“A prova do Enem está chegando e neste período de pandemia precisamos buscar mecanismos para ajudar nossos estudantes a conseguir uma vaga na universidade pública e este projeto vem ao encontro dessa demanda: fortalecer a educação pública de qualidade”, disse Silva.

De acordo com o projeto, o governo poderá firmar convênios com a iniciativa privada e com entidades do terceiro setor, com a finalidade de executar o Aprova Mato Grosso. Aos professores da Seduc-MT que se disponham a atuar no curso, poderá ser paga uma bolsa mensal a ser definida pela secretaria.

Fonte: ALMT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Agronegocio

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana