mato grosso

“Asfalto da MT-020 vai encurtar o caminho do cidadão que mora no Araguaia”, afirma governador

Publicado


.

O governador Mauro Mendes inaugurou, nesta quinta-feira (24.09), a pavimentação de 67,5 quilômetros da MT-020, entre os municípios de Paranatinga a Canarana. Essa estrada faz parte do pacote de obras que foi retomado e já concluído nesta gestão.

Durante a entrega o governador Mauro Mendes destacou que foram investidos R$ 45 milhões do Governo de Mato Grosso para a retomada e conclusão da pavimentação, que vai beneficiar, principalmente, o escoamento da produção da região do Médio Araguaia. Isso porque vai permitir o escoamento direto da BR-158 até a BR-070, passando pela MT-020, em direção ao Terminal Ferroviário de Rondonópolis.

Além disso, a nova rota vai encurtar em quilometragem o acesso a Cuiabá e a várias outras cidades da região nordeste. “Essa rodovia vai encurtar quase 200 quilômetros do caminho do cidadão mato-grossense que mora ali no norte do Araguaia, na região do Médio Araguaia. Uma obra extremamente importante. Estamos inaugurando esse trecho que foi feito agora, no nosso mandato”, disse o governador.

“Asfalto da MT-020 vai encurtar o caminho do cidadão que mora no Araguaia”, afirma governador

O governador lembrou ainda que falta somente um trecho da MT-020 a ser pavimentado, cujas obras serão iniciadas em breve, pois a licitação para o asfaltamento desse trecho com extensão de 66,4 quilômetros, remanescente da rodovia, já está na reta final.

“Até o final do ano que vem queremos 100% dessa rodovia asfaltada, que vai ser mais um eixo estruturante para melhorar toda a condição dessa região, melhorando todo o agronegócio e promovendo, principalmente, o desenvolvimento econômico e a geração de emprego”, garantiu.

O secretário de Estado de Infraestrutura e Logística, Marcelo e Oliveira, afirmou que a rodovia vai levar desenvolvimento e permitir a interligação da região do Médio Araguaia, na cidade de Canarana, até a região Sudeste, em Primavera do Leste.

“O governador Mauro Mendes consertou Mato Grosso. Agora estamos entregando esse trecho de asfalto de Paranatinga a Canarana e já estamos dando ordem de serviço para complementação dessa pavimentação. Inclusive, com as pontes de concreto. Este é um governo que veio, realmente, para arrumar, consertar e dar novo rumo ao estado de Mato Grosso.  A região do Araguaia está com muitas obras. E essa obra é importantíssima para o desenvolvimento dessa região”, pontuou.

Foram investidos R$ 45,1 milhões na pavimentação de 67,5 quilômetros entre Paranatinga e Canarana

Obras em Paranatinga

O Governo de Mato Grosso executa outras obras na região, por meio da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra). Um exemplo é a pavimentação da MT-130, entre Paranatinga e até o Distrito de Sete Placas, totalizando 44,3 quilômetros e com investimento de R$ 38 milhões.

Além disso, a Sinfra  constrói duas pontes na MT-020, no Córrego Canastra I e II, ambas com 30 metros de extensão. Para estas obras, que estão em fase inicial, está previsto investimento de R$ 3,5 milhões.

A inauguração contou ainda com a presença dos secretários Basílio Bezerra (Planejamento e Gestão) e Emerson Hideki (Controladoria) e dos deputados estaduais Thiago Silva, Ondanir Bortolini, o Nininho, e Dr. Eugênio.

O Governo de MT constrói ainda duas pontes na MT-020, no Córrego Canastra I e II, ambas com 30 metros de extensão

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
publicidade

mato grosso

Onça solta no Pantanal após se recuperar de ferimentos causados por incêndios será monitorada

Publicado

A onça pintada que foi solta no Pantanal depois de se recuperar dos ferimentos causados por incêndios florestais será monitorada por rádio-colar com GPS que permitirá o acompanhamento de sua readaptação. O controle do animal, chamado de Ousado, será realizado pelo Instituto Chico Mendes (ICMBio).

A partir do rádio-colar será possível monitorar sua localização e saber o seu comportamento, explica o analista ambiental do ICMBio Ronaldo Morato.

“Nossa maior preocupação é saber se o Ousado terá sucesso na sua readaptação, se está caçando, se alimentando, aonde está indo. Ele poderá ficar com o colar por até 400 dias, após esse tempo ele cai sozinho. Será interessante pois poderemos avaliar o comportamento do animal também no período após as queimadas “, afirma Morato.

Ousado foi solto no mesmo local em que foi resgatado, no Parque Estadual Encontro das Águas, no Pantanal, depois de passar mais de um mês em recuperação no Instituto Nex, em Goiás. O animal foi encontrado com algumas queimaduras, ferido e desidratado. No instituto ele recebeu tratamento com ozônio e lazer terapia e foi constatado que não teve perda de função de seus membros o que permitiu ser solto novamente na natureza.

De acordo com a coordenadora de Fauna e Recursos Pesqueiros da Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Neusa Arenhart, por ser um animal territorialista a soltura no mesmo local em que foi encontrado e onde já tem seu espaço demarcado faz com que ele não precise invadir o espaço de outros animais para buscar alimentos, o que facilita o processo.

Participaram da soltura: Secretaria de Estado de Meio Ambiente, por meio da Coordenadoria de Fauna e Recursos Pesqueiros e Comitê Estadual de Gestão do Fogo, Corpo de Bombeiros, Instituto Chico Mendes (ICMBio), Ibama, Ampara Animal, ONG Panthera, Instituto Nex, Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) e o pesquisador Wladimir Domingues da Universidade De Maringá.

 

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Agronegocio

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana