mato grosso

Artigo de auditor da CGE-MT é destaque no site da Federação Nacional

Publicado


Artigo redigido por auditor da Controladoria Geral do Estado (CGE-MT) é destaque no site da recém-criada Federação Nacional dos Auditores de Controle Interno Público (Fenaud). No artigo, o auditor do Estado Rodrigo Amorim explana sobre “O auditor interno e a proteção da integridade no setor público“. O artigo foi produzido em referência ao Dia do Auditor Interno, celebrado em 20 de novembro, e publicado no site da Fenaud na última sexta-feira (27.11).

No trabalho, Rodrigo destaca que a data comemorativa é “um momento para reflexão da importância desse profissional que atua nos setores público e privado para fortalecer os processos de gerenciamento de riscos, controles internos e governança”.

Segundo ele, a reflexão é necessária principalmente por causa da pandemia do coronavírus, a qual requer cada vez mais que o dinheiro público seja aplicado de forma eficiente, eficaz e efetiva.

“É fundamental conscientizar governo, parlamentares e a sociedade em geral sobre a relevância da auditoria interna para o amadurecimento da governança e integridade pública”, salienta o servidor da CGE-MT.

Graduado em Direito e Jornalismo pela Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Rodrigo Amorim é auditor da CGE-MT desde o ano de 2017. É especialista em prevenção e repressão à corrupção. Possui certificação profissional em compliance anticorrupção pela Legal, Ethics & Compliance.

Clique AQUI para ler a íntegra do artigo “O auditor interno e a proteção da integridade no setor público“.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
publicidade

mato grosso

Comitês de Bacias Hidrográficas de MT definem datas das reuniões de 2021

Publicado


Os Comitês de Bacias Hidrográficas de Mato Grosso (CBHs) iniciaram 2021 com a aprovação das datas dos seus principais encontros do ano. As datas foram publicadas no Diário Oficial de sexta-feira (08.01). Com isso, os 10 CBHs ativos no estado já começaram a se organizar para dar continuidade nos trabalhos de gestão e conservação dos recursos hídricos de Mato Grosso.

Ao todo, serão 40 reuniões ordinárias, divididas em quatro encontros por Comitê. Além destas datas já estabelecidas, é possível que os CBHs agendem reuniões extraordinárias ou encontros dos chamados Grupos de Trabalho, dependendo da necessidade de cada colegiado.

Com as primeiras reuniões marcadas entre fevereiro e março, a expectativa é que os CBHs abram espaço para discussão sobre seus respectivos Planos de Trabalho e as estratégias que serão adotadas para seguir com as ações respeitando todas as medidas de biossegurança contra a Covid-19.

Segundo a presidente do Comitê de Bacia Hidrográfica do Rio Cuiabá ME, Eliana Beatriz Rondon, o ano deve começar com demandas importantes. “Devemos continuar trabalhando em cima dos dados de outorga dos usuários da bacia, além de seguir organizando os monitoramentos da qualidade da água dos córregos urbanos e o desenvolvimento de planos voltados para educação ambiental”, disse.

Todas as reuniões ordinárias dos Comitês são abertas para participação de toda a sociedade interessada.

Conheça os comitês

Conhecidos como o “parlamento das águas”, os Comitês de Bacia Hidrográfica, são entes do Sistema Nacional de Gestão dos Recursos Hídricos, da Agência Nacional de Águas (ANA), e atuam como pontos de discussão e deliberação a respeito da gestão dos recursos hídricos compartilhando responsabilidades de gestão com o poder público.

Em Mato Grosso, atualmente, são 10 CBHs atuantes em diversas regiões, sendo eles: CBH Covapé, CBH Sepotuba, CBH Baixo Teles Pires, CBH São Lourenço, CBH Alto Teles Pires, CBH Cuiabá, CBH Cabaçal, CBH, Rio Jauru, CBH Médio Teles Pires e CBH Alto Araguaia. Recentemente foi instituído o CBH Alto Paraguai Superior, que ainda passa por adequações burocráticas. Para saber mais sobre os Comitês, clique aqui.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Agronegocio

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana