TECNOLOGIA

Apple, Netflix e Amazon conseguem derrubar 18 domínios de IPTV pirata

Publicados

em


source
Gigantes do streaming derrubam rede de pirataria
Unsplash/Austin Neill

Gigantes do streaming derrubam rede de pirataria

Uma liminar provisória foi concedida para derrubar 18 domínios de IPTV pirata, em vitória na Justiça dos Estados Unidos para Apple, Netflix, Amazon, Paramount, Universal e outros estúdios e produtoras de conteúdo de Hollywood. Além das páginas que supostamente transmitiam mais de 600 séries de TV e 600 filmes sem autorização, uma provedora de VPN também entrou na mira das empresas.

As produtoras e empresas responsáveis por serviços de streaming entraram com um pedido de liminar provisória contra o norte-americano Dwayne Anthony Johnson e mais 20 pessoas no começo de fevereiro. Na Justiça, Apple, Amazon, Netflix e outras exigem uma indenização por danos materiais de US$ 150 mil por conteúdo pirateado, ou seja, cada filme ou série transmitida.

Segundo a acusação das empresas, Johnson, morador do Texas, é dono de dois IPTVs piratas: a AllAcessTV e o Quality Restreams.

Os advogados de Johnson se manifestaram contra a concessão de uma liminar provisória contra seu cliente. A defesa afirmou que não havia provas de que o texano estava envolvido com os dois IPTVs piratas ou ainda com a VPN Safe Vault LCC, plataforma que venderia inscrições para a AllAcessTV, de acordo com as empresas.

A defesa ainda alega que não há endereços ou links nas fotos reunidas pela acusação, o que não comprovava que o catálogo de conteúdo ilegal estava hospedado nos sites mencionados.

Apple, Amazon, Netflix e estúdios respondem à defesa

Em tréplica, representantes dos estúdios e produtoras alegaram que, apesar de levantar detalhes técnicos em sua resposta, a defesa não havia rebatido o cerne da acusação, que trata da relação entre o suspeito e os domínios piratas. Os advogados não estariam rebatendo a base para que a Justiça forneça uma liminar.

“Nenhum dos argumentos enganosos ou sem mérito da defesa diminuem a necessidade fundamental para uma liminar que impeça a violação em escala maciça que ocorre nesse caso”, pontuou a acusação. “Mesmo com as tentativas do réu de sabotar a suficiência das evidências reunidas pela acusação, o suspeito não consegue minimizar a premissa de que ele e seus comparsas operam um esquema ilegal de streaming”.

Leia Também

Apple, Netflix, Amazon e demais empresas dizem ainda que Johnson é dono da página de Facebook MediaBoxx Corporation, que serve como um portal para revendedores da AllAccess TV.

A defesa não contrariou a afirmação de que Johnson é responsável por fomentar uma cadeia de revendedores, e se limitou a dizer que ele não é responsável pela conduta de cada membro, mesmo que estes revendedores usem seu site para se cadastrar na AllAcessTV.

Justiça concede liminar contra 18 domínios piratas

Na quinta-feira passada (17), defesa e acusação chegaram a um acordo para que a liminar provisória fosse concedida à Apple, Amazon, Netflix, Paramount, Universal e demais estúdios envolvidos no processo. Isso não significa que Johnson está confessando crime, ou que ele irá aceitar os termos de uma liminar permanente.

A liminar, concedida por André Birotte, juiz da Corte distrital do estado da Califórnia, prevê o bloqueio de 18 domínios ligados à pirataria de filmes e séries. São sites que não podem ser vendidos ou sofrer alteração no nome:

  • aatvdigitalmedia[.]com
  • aatvpanel[.]com
  • aatvapp[.]live
  • myaatv[.]com
  • aatvdigital[.]com
  • aatvwebplayer[.]com
  • allaccessiptv[.]com
  • allaccesstv[.]live
  • tv.allaccesstv[.]live
  • vod.allaccesstv[.]live
  • kids.allaccesstv[.]live
  • aatv[.]media
  • qualityrestreams[.]com
  • qsplaylist[.]com
  • qualitystreamz[.]guru
  • qsprovider[.]com
  • mediaflo[.]net
  • v2.dmdapi[.]com

A ordem judicial ainda proíbe Dwayne Johnson e outros envolvidos no esquema de “diretamente ou indiretamente publicizarem performances, cópias, ou ainda reproduzirem, distribuírem, transmitirem via streaming ou ferirem de qualquer forma os direitos das empresas ou suas afiliadas”.

Nenhum dos alvos da liminar da corte distrital da Califórnia deve operar ou fazer negócios nem com a AllAccess TV e nem com a Quality Restreams. Isso inclui providenciar o acesso ilegal à IPTV ou VOD (video por demanda) a qualquer pessoa ou empresa por meio dos dois IPTVs piratas.

Comentários Facebook
Propaganda

TECNOLOGIA

iOS 16 vai finalmente dividir mensagens entre linhas telefônicas

Publicados

em

source
Mensagens poderão ser melhor organizadas
Reprodução/Apple

Mensagens poderão ser melhor organizadas

Com a chegada da nova fase beta do iOS 16 , a Apple anunciou novidades para seu sistema operacional mobile. Uma delas é a tão aguardada funcionalidade de filtragem de SMS por linha telefônica no iPhone. Além disso, há doze novas subcategorias para melhor organizar mensagens recebidas de números desconhecidos nas categorias de Transação e Promoção.

Conforme revelado pela Apple nas notas de lançamento do iOS 16 beta 2, aqueles com acesso ao sistema operacional já podem filtrar suas mensagens com base em cada linha telefônica presente no aparelho. Isso significa que usuários de iPhones que comportam dois chips vão poder visualizar separadamente os SMS recebidos em cada um dos cartões SIM.

O que há de novo no app Mensagens no iOS 16

Há novas opções de organização no aplicativo Mensagens. Os usuários vão poder selecionar “Todas as linhas” para exibir todas as mensagens recebidas no aparelho. É possível também selecionar cada número de celular para visualizar somente os SMS recebidos pelo SIM principal ou secundário.

Na nova versão beta do iOS 16, há também doze novas subcategorias no app Mensagens. Com elas, é possível organizar melhor todos os SMS recebidos de números desconhecidos nas categorias de Transação e Promoção.

Outra novidade é que, para algumas operadoras de telefonia dos Estados Unidos, o beta 2 do iOS 16 amplia a função de denunciar mensagens. Assim, os usuários vão poder reportar SMS recebidos como spam, por exemplo, diretamente às operadoras. No entanto, ainda não sabemos se esse recurso chegará ao Brasil.

Há ainda mais uma nova função, mas somente para usuários da Índia. Na fase beta 2 do iOS 16, o app Mensagens do iPhone passa a extrair eventos dos SMS recebidos. Isso significa que mensagens recebidas referentes a eventos e compromissos pode ser apresentadas no calendário e como sugestões da Siri.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

Mais Lidas da Semana