esportes

Após promover torneio nos Bálcãs, Djoko testa positivo para covid-19

Publicado


.

O tenista número 1 do mundo, Novak Djokovic, e sua esposa Jelena testaram positivo para o novo coronavírus (covid-19). O anúncio foi feito pelo próprio atleta, por meio de nota oficial, em seu site. Djoko faz parte do grupo dos positivos assintomáticos e vai cumprir o isolamento social por duas semanas e refazer o exame em cinco dias. Já os dois filhos do sérvio não foram infectados. 

O sérvio, um dos organizadores do torneio amistoso Adria Tour, é o quarto tenista infectado pela covid-19. Ontem (22),  a etapa de Zadar (Croácia) do Adria Tour foi suspensa após a confirmação dos diagnósticos positivos dos tenistas Grigor Dimitrov, Borna Coric e Viktor Troicki, além dos técnicos Christian Groh (Dimitrov) e Marko Paniki (Djoko).  

Antes de saber que testou positivo, Djoko defendia que a competição estava de acordo com as determinações do governo sérvio. Após o resultado do exame, o número 1  do mundo se desculpou pelo ocorrido. 

“Tudo o que fizemos foi com coração puro e intenções sinceras. Nosso torneio teve como objetivo unir e compartilhar uma mensagem de solidariedade e compaixão em toda a região. O Tour foi projetado para ajudar os jogadores de tênis estabelecidos e futuros do Sudeste da Europa a obter acesso ao tênis competitivo, enquanto o circuito profissional espera [está paralisado] devido à situação da covid-19(…) Organizamos o torneio no momento em que o vírus enfraqueceu, acreditando que as condições para sediar o Tour haviam sido cumpridas (…) Infelizmente, esse vírus ainda está presente e é uma nova realidade que ainda estamos aprendendo a lidar e conviver. Espero que as coisas diminuam com o tempo, para que todos possamos retomar vidas como eram. Sinto muito por cada caso individual de infecção. Espero que isso não complique a situação de saúde de ninguém e que todos fiquem bem”.

Desde a abertura da primeira etapa, no último dia 12, em Belgrado (Sérvia), a realização do Adria Tour foi bombardeada de críticas por não adotar protocolos de segurança sanitária. O evento permitiu a presença de público, sem a obrigatoriedade do uso de máscara. Além disso, os espectadores não eram orientados a cumprir o distanciamento mínimo.  

Também circularam, pelas redes sociais, imagens da festa de encerramento da primeira etapa, em Belgrado, que mostraram tenistas dançando em uma festa, sem qualquer medida de restrição para evitar o contágio.

Edição: Cláudia Soares Rodrigues

Comentários Facebook
publicidade

esportes

Desfalcado na zaga, Bahia volta a ter defesa mais vazada do Brasileirão

Publicado


A derrota por 4 a 0 para o Bragantino para o Bragantino, na última sexta-feira, fez o Bahia chegar a 34 gols sofridos no Brasileirão e retomar o posto de defesa mais vazada, agora ao lado do Goiás, lanterna da competição. Vale lembrar que a 22ª rodada ainda está em andamento e muitas equipes têm jogos a menos.

Antes da chegada de Mano Menezes, o Bahia tinha disputado oito jogos no Brasileirão, com 14 gols sofridos e média de 1,72 por partida. Em apenas um jogo não sofreu gols e vinha de amargas derrotas, entre elas um 5 a 3 para o Flamengo, em Pituaçu.

Com o treinador, no Brasileirão, o Tricolor fez 14 partidas e sofreu 20 gols, o que significa média de 1,42 por jogo. Destas partidas, ficou sem ser vazado em duas delas.

Para piorar a situação, Mano tem convivido com desfalques e poucos zagueiros à disposição. Juninho, Anderson Martins, Lucas Fonseca e Ernando são os quatro zagueiros do elenco profissional utilizados. Lucas, porém, está machucado e Ernando em fase final de recuperação de lesão. O segundo, inclusive, pode pintar no jogo desta terça, contra o Unión Santa Fé, pela Copa Sul-Americana.

E, no seu próximo compromisso, o treinador vai precisar ter uma defesa afinada já que, na Sul-Americana, há o critério de gol qualificado. A partida contra o Unión Santa Fe está marcada para esta terça-feira, às 19h15, na Arena Fonte Nova.

 

COMENTE ABAIXO:

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Agronegocio

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana