BRASIL E MUNDO

Após passageiros serem tratados como “gado”, prefeitura do Rio assume BRT

Publicados

em


source
Prefeitura do RJ assume gestão do BRT
Wikimedia Commons

Prefeitura do RJ assume gestão do BRT

Nesta quarta-feira (03), o prefeito do Rio de Janeiro , Eduardo Paes, definiu que a prefeitura assumirá administração do BRT. Segundo Paes, o município ficará responsável até que se encontre uma empresa para conduzir o transporte, que atualmente é de responsabilidade do consórcio BRT. O prefeito ainda declara que os passageiros são tratados como “gado” e tem como objetivo solucionar os problemas que foram agravados pela pandemia da covid-19 . As informações foram apuradas pelo Extra. 

“Essa não é uma decisão permanente. É para licitar, e não para devolver depois, como fez o Crivella (com a intervenção). É um meio para depois licitarmos. Eles tratam a população como gado. Não é uma encampação. Não queremos uma CTC no BRT”, declarou o prefeito. 

Paes ainda ressalta que, quando o transporte foi inaugurado durante seu primeiro mandato em 2010, o sistema contava com cerca de 400 ônibus. Atualmente, o prefeito alega que são somente 200 ônibus disponíveis, a metade do número de veículos. Também foi citada as estações que se encontram fechadas e disse já ter comunicado o consórcio sobre nova decisão da prefeitura. 

“Eu disse que faríamos de qualquer jeito. Ou de forma pacífica, ou mais dura. Já há uma percepção do sistema da incapacidade de manter o BRT adequado. A conversa foi boa. Não votamos alternativas”, disse Eduardo Paes. 

Os consórcios que serão alterados, fazem parte da BRT Rio , uma sociedade de propósito específico (SEP), originada em 2019 para gerenciar serviço. São eles:  

Você viu?

– Transcarioca:  Barra da Tijuca e Jacarepaguá, zona oeste; 

– Santa Cruz: Campo Grande, Santa Cruz e outros bairros da Zona Oeste;  

– Internorte: bairros da Zona Norte. 

Paes afirmou já ter entrado em contado com Ministério Público estadual sobre caso e que um aditivo será feito no contrato. Segundo o prefeito, ainda não foi estabelecida uma data para o início da gestão da prefeitura , porém, a expectativa por parte do município é de que transição acontecerá em até quatro semanas. 

“É uma proposta inegociável por parte da prefeitura. Transição sem sofrimento ao usuário. Botar o BRT para funcionar será a minha olimpíada neste mandato”, finalizou. 

Porém, Paes não explicou como irá funcionar o processo de transição de gestão. A decisão de intervir sobre a situação do BRT acontece um dia após a empresa demitir cerca de 100 funcionários, incluindo motoristas. 

Comentários Facebook
Propaganda

BRASIL E MUNDO

Gestante e crianças são vacinadas contra Covid-19 por engano no interior de SP

Publicados

em


source
46 pessoas são vacinadas contra covid-19 por engano no interior de SP
Reprodução: ACidade ON

46 pessoas são vacinadas contra covid-19 por engano no interior de SP

Em Itarapina, no interior de São Paulo, 46 pessoas foram vacinadas por engano; entre elas, 28 crianças e uma gestante. O erro só foi percebido no dia seguinte pela prefeitura local.

As pessoas haviam ido ao Escola José Cruz para tomar a vacina contra a gripe, mas a técnica de enfermagem se confundiu e separou uma caixa da CoronaVac para aplicar no grupo de pessoas. 

A imunização contra a gripe começou segunda-feira (12) no estado de São Paulo. Ao contrário das campanhas anteriores que priorizavam idosos, este ano a imunização começa por crianças de seis meses a cinco anos, gestantes e puérperas.

Tanto a CoronaVac quanto vacina da AstraZeneca/Oxford são recomendadas apelas para pessoas maiores de 18 anos. 

A Secretaria de Saúde de Itirapina disse que uma equipe médica vai acompanhar as 46 pessoas que foram vacinadas por engano

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana