Saúde

Após meses de testes, medicamento se mostra eficaz na redução da carga viral da Covid-19

Publicado

Estudo clínico comprovou, de forma científica, a eficácia do medicamento Nitazoxanida na redução da carga viral na fase precoce da Covid-19. A redução da carga viral implica menor gravidade da doença e menor transmissibilidade do vírus. O resultado dos estudos foi divulgado nesta segunda-feira (19) pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) em cerimônia no Palácio do Planalto.

Ministro da Ciência, Tecnologia e Inovações, Marcos Pontes, concede entrevista no Palácio do Planalto

“Vantagens desse medicamento, ele é de baixo custo, não tem efeitos colaterais sérios, pode ser usado com segurança. Ele não pode ser usado para fazer a prevenção, só depois da detecção do vírus. Temos agora uma ferramenta que o Ministério da Saúde pode utilizar para ajudar a salvar vidas”, disse o ministro da Ciência, Tecnologia e Inovações, Marcos Pontes.

Pontes explicou que, em fevereiro, foi criada a RedeVírus MCTI com pesquisadores e cientistas para que dessem diretrizes para o combate à Covid-19. Uma delas foi a busca de um medicamento de reposição, ou seja, um remédio que já existe na farmácia para tratamento de outra doença.

“Foi um trabalho incansável de cientistas, desde fevereiro, testando dois mil medicamentos, inteligência artificial, usando modelamento matemático, computação gráfica, desse dois mil foram escolhidos cinco para testes em laboratório. Dos cinco, a Nitazoxanida mostrou 94% de capacidade de inibir o vírus, então, foi para os testes clínicos”, relatou Pontes.

A pesquisadora da Universidade Federal do Rio de Janeiro, Patricia Rocco, conduziu o estudo clínico com pacientes diagnosticados com a Covid-19 na fase precoce da doença e disse que é papel dos médicos e cientistas trabalharem para conter a disseminação do vírus.

“Esse resultado é de extrema importância, já que a Nitazoxanida é uma medicação que tem ampla distribuição no território nacional, podendo ser utilizada por via oral, não necessitando internação hospitalar. Na dose utilizada, não apresenta reações adversas graves. A redução da carga viral implica em menor gravidade, em menor transmissibilidade do vírus”, afirmou.

Voluntários

Para atrair de forma mais rápida os voluntários e acelerar o retorno dos resultados da pesquisa, o MCTI realizou a campanha #500Voluntários com ações de divulgação nas cidades onde o protocolo era realizado.

Um total de 1.575 voluntários foram admitidos. O estudo ocorreu no estado de São Paulo, em hospitais de São Caetano do Sul, Barueri, Guarulhos, Bauru e Sorocaba; em Minas Gerais, na cidade de Juiz de Fora; e no Distrito Federal, em Ceilândia.

Os voluntários precisavam apresentar sintomas iniciais de gripe, como febre, tosse e fadiga. Eram então testados para o novo coronavírus e, em caso positivo, recebiam os remédios para tomar em casa, recebiam acompanhamento da equipe médica durante dias e, depois, retornavam para fazer novos exames.

Fonte: Brasil.gov

Comentários Facebook
publicidade

Saúde

Covid-19: Brasil registra 24.468 casos e 272 mortes em 24 horas

Publicado


O Brasil registrou neste domingo (29) 6.314.740 casos confirmados do novo coronavirus, conforme balanço divulgado pelo Ministério da Saúde. Foram computados 24.468 novos casos e 272 mortes nas últimas 24 horas e existem 2.177 óbitos em investigação. Desde o início da pandemia ocorreram em todo o país 172.833 óbitos. 

Conforme o balanço, 563.789 pessoas estão em acompanhamento. O número de recuperados está em 5.578.118.

Nos estados

Os estados com mais mortes pela covid-19 são São Paulo (42.076), Rio de Janeiro (22.561), Minas Gerais (10.031), Ceará (9.607) e Pernambuco (9.030). As unidades da Federação com menos óbitos pela doença são Acre (723), Roraima (727), Amapá (806), Tocantins (1.162) e Rondônia (1.555).

Situação epidemiológica da covid-19 no Brasil 29/11/2020Situação epidemiológica da covid-19 no Brasil 29/11/2020

Situação epidemiológica da covid-19 no Brasil 29/11/2020 – 29/11/2020/Divulgação/Ministério da Saúde

Edição: Bruna Saniele

Fonte: EBC Saúde

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Agronegocio

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana