Saúde

Aplicação da 2ª dose da CoronaVac está suspensa em 6 capitais nesta terça-feira

Publicados

em


source
Ampola de CoronaVac
Foto: Governo do Estado de São Paulo/Divulgação

Ampola de CoronaVac

A aplicação da 2ª dose da CoronaVac, vacina contra a Covid-19, está suspensa em seis capitais brasileiras nesta terça-feira (4) por causa da falta do imunizante.

São elas: Belo Horizonte, Macapá, que também paralisou a 1ª dose da CoronaVac, Porto Alegre, Porto Velho, Recife e Teresina.

Já a aplicação da 2ª dose da vacina AstraZeneca, desenvolvida em parceria com a Universidade de Oxford, é feita normalmente nas 27 capitais. De acordo com o Ministério da Saúde, a CoronaVac é a vacina contra Covid mais usada no Brasil atualmente, com 76,6% das doses aplicadas. Na segunda (3), 7 capitais estavam com a 2ª dose de CoronaVac suspensa. Belém e Campo Grande normalizaram a vacinação nesta terça. Mas, houve suspensão em Teresina.

Além das capitais, a suspensão de aplicação da 2ª dose da CoronaVac afeta outros municípios. No total, o problema acontece em cidades de ao menos 15 estados nesta terça.

Ao menos 25 cidades do estado de São Paulo já suspenderam a vacinação de 2ª dose em virtude da falta de vacinas desde sexta-feira (30).

O secretário da Saúde de São Paulo, Jean Gorinchteyn, disse nesta terça-feira (4), que a falta de vacina para aplicação da segunda dose é resultado de um “erro de estratégia” das prefeituras, que não seguiram a recomendação de reservar os lotes para garantir a imunização completa dos públicos-alvo. “É importante reforçar um erro de estratégia, que é o não seguimento das orientações do Ministério da Saúde e da Secretaria da Saúde. Em primeiro lugar, sempre mandávamos as doses separadas em primeira e segunda, e falávamos: “olha, guarde a segunda”. Excepcionalmente, em 21 de março, o Ministério autorizou que a primeira e a segunda dose poderiam ser utilizadas. Excepcionalmente para aquele lote. As demais deveriam conservar a segunda dose. Foi isso que vários estados não fizeram e infelizmente alguns municípios”, afirmou o secretário em entrevista à GloboNews nesta manhã.

Fonte: IG SAÚDE

Comentários Facebook
Propaganda

Saúde

Rio pretende vacinar todos grupos até 18 anos até outubro

Publicados

em


A prefeitura do Rio de Janeiro anunciou, nesta quarta-feira (12), o calendário de vacinação até outubro deste ano, quando deverá vacinar pessoas de todos os grupos até 18 anos de idade. Porém, a prefeitura ressalta que isto só será alcançado se não houver atrasos nas entregas das vacinas.

Em maio, estão sendo vacinadas pessoas dos grupos prioritários, entre 45 e 18 anos. Entre esses, pessoas com comorbidades, deficiência permanente, trabalhadores da saúde, guardas municipais envolvidos em ações de saúde pública e medidas de distanciamento, pacientes renais crônicos, com síndrome de Down, gestantes e puérperas (mulheres que acabaram de dar à luz).

Em junho, começam a ser vacinadas pessoas entre 59 anos e 51 anos. Em julho, é a vez das pessoas entre 50 anos e 42 anos. Em agosto, serão vacinadas pessoas entre 41 anos e 33 anos. Em setembro, a vacina será aplicada em pessoas entre 33 e 24 anos. E, em outubro, serão imunizados todos entre 24 e 18 anos de idade.

As tabelas completas, com as idades e dias de vacinação, podem ser acessadas na página da prefeitura do Rio .

Edição: Fábio Massalli

Fonte: EBC Saúde

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana