MINISTÉRIO PÚBLICO MT

Água para o Futuro inova com fotografias em 360° para mapear nascentes

Publicados

em


O Ministério Público do Estado de Mato Grosso investiu em mais uma ferramenta tecnológica a ser utilizada na defesa das nascentes pelo projeto Água Para o Futuro. Trata-se da utilização de fotografias em 360º (veja um exemplo aqui), que capturam de tudo ao redor da cena e, consequentemente, oferecem um panorama completo do local por todos os ângulos e direções. As imagens são obtidas por meio de drone e de uma câmera especial.    

“Essas fotografias permitem demonstrar a atual situação das áreas de todo o entorno das nascentes. Um recurso inovador para a proteção dos nossos recursos hídricos”, explica o promotor de Justiça coordenador da iniciativa, Marcelo Caetano Vacchiano, enfatizando que inicialmente a ferramenta está disponível para Cuiabá, mas que a ideia é expandir para todas as localidades atendidas pelo projeto.   

O biólogo e coordenador técnico-científico do projeto, Abílio José Ferraz de Moraes, explica que as imagens em 360° são inseridas nos relatórios técnicos por meio de um Código QR (código de barras bidimensional). “Assim, o leitor tem a possibilidade de literalmente voar sobre a área em questão, pois a perspectiva é muito mais realista do espaço”, destaca. Segundo Abílio, o próximo passo é produzir vídeos em 360º.    

O projeto – O Água Para o Futuro é uma iniciativa do Ministério Público do Estado de Mato Grosso, executada em conjunto com o Instituto Ação Verde e a Universidade Federal de Mato Grosso, com parceria da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), Prefeitura de Cuiabá e concessionária Águas Cuiabá. 

O projeto busca garantir a segurança hídrica e o abastecimento de água potável por meio da identificação, preservação e recuperação de nascentes. Assim, possui uma equipe técnica formada por geólogos, hidrogeólogos, engenheiros florestais, engenheiros sanitaristas, biólogos, especialistas em sensoriamento remoto, entre outros profissionais. Conheça mais aqui https://aguaparaofuturo.mpmt.mp.br/.
 

Fonte:

Comentários Facebook
Propaganda

MINISTÉRIO PÚBLICO MT

Homem que matou travesti com golpes de chave de fenda é condenado a 15 anos

Publicados

em

O Tribunal do Júri condenou Cléverson dos Santos, conhecido como “Zico”, a 15 anos, 7 meses e 14 dias de reclusão e dois anos de detenção por ter matado a golpes de chave de fenda Luiz Henrique Ferreira e vilipendiado o seu cadáver. Ele ainda foi condenado por tentativa de furto a uma igreja e a uma papelaria. Todos os crimes foram praticados na noite do dia primeiro de julho de 2017, no município de Sorriso (distante 394 km de Cuiabá). 

De acordo com a denúncia do Ministério Público, antes de cometer o assassinato o réu praticou crimes sucessivos, tendo começado com uma tentativa de furto na Paróquia Santa Luzia, no bairro Industrial. O furto só não aconteceu porque Cléverson não conseguiu quebrar a fechadura da porta. Diante da tentativa fracassada, o réu continuou a sua empreitada pelo mesmo bairro até chegar à Papelaria e Malharia Ágape. Ao tentar arrombar a porta do estabelecimento, a proprietária gritou pedindo ajuda aos vizinhos, fazendo com que ele fugisse do local.

Quase duas horas depois, às 23h45, no bairro Centro Sul, Cléverson encontrou a vítima Luiz Henrique, que era travesti, no estacionamento de um supermercado. Sem qualquer chance de defesa, Luiz Henrique foi atacado a golpes de chave de fenda pelas costas, por conta de motivação fútil relacionada a dívida de valor. Ao todo, conforme exame de necropsia, a vítima recebeu quatro golpes no pescoço, morrendo na hora. Após a vítima ser assassinada, Cléverson vilipendiou o cadáver ao introduzir em seu ânus um tubo plástico em formato cilíndrico. 

Na decisão, a magistrada afirma que o réu não poderá recorrer em liberdade da sentença, “eis que persistem os requisitos e fundamentos que ensejaram o decreto de sua prisão preventiva, agora ainda mais reforçados, eis que condenado pelo Tribunal do Júri”. 

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana