Saúde

Agência Europeia inicia revisão contínua da CoronaVac, vacina contra Covid-19

Publicados

em


source
A revisão contínua é uma ferramenta da EMA para acelerar a avalição de um medicamento durante uma emergência de saúde pública
Foto: Agência Brasil/ Tânia Rêgo

A revisão contínua é uma ferramenta da EMA para acelerar a avalição de um medicamento durante uma emergência de saúde pública

A Agência Europeia de Medicamentos (EMA, termo em inglês) anunciou, nesta terça-feira (4), que deu início a uma revisão contínua da CoronaVac, vacina contra a Covid-19. De acordo com o órgão, esse é o primeiro passo para um pedido de autorização formal de comercialização na União Europeia. Por meio de nota, a agência explicou que vai avaliar os dados para decidir se os benefícios da vacina superam os riscos. Até o momento, a CoronaVac já foi autorizada para uso no Brasil, China, Indonésia e Turquia.

“Esses estudos sugerem que a vacina desencadeia a produção de anticorpos que têm como alvo o Sars-CoV-2, o vírus que causa a Covid-19, e pode ajudar a proteger contra a doença”, diz o texto. A revisão contínua é uma ferramenta da EMA para acelerar a avalição de um medicamento durante uma emergência de saúde pública.

Outras três vacinas estão sendo submetidas a uma análise contínua pela agência: CureVac, Novavax e Sputnik V. Já foram incluídas na lista da OMS as vacinas da Pfizer, Moderna, Oxford/AstraZeneca e Johnson (as mesmas aprovadas pela União Europeia).

Fonte: IG SAÚDE

Comentários Facebook
Propaganda

Saúde

Rio: situação melhora, mas há regiões com risco alto para covid-19

Publicados

em


A 30ª edição do Mapa de Risco da Covid-19, divulgada nesta sexta-feira (14) pela Secretaria de Estado de Saúde (SES), mostra que o estado do Rio de Janeiro está com bandeira laranja, que indica risco moderado de contrair a doença, na pontuação geral. A pesquisa apresenta uma melhora do cenário epidemiológico, com a região norte saindo da bandeira laranja e passando para a amarela, risco baixo, e uma piora, na região litorânea, que estava com bandeira laranja e passa para a vermelha.

As regiões metropolitana I, baía da Ilha Grande, serrana e noroeste permanecem com bandeira vermelha. Centro-Sul, metropolitana II e médio Paraíba seguem na laranja. A análise compara a semana epidemiológica 17, entre 25 de abril e 1º de maio, com a 15, entre 11 e 17 de abril.

O estado do Rio apresentou uma redução de 28% no número de óbitos, e as internações por síndrome respiratória aguda grave (SRAG) caíram 27% na comparação entre as semanas epidemiológicas analisadas. As taxas de ocupação de leitos no estado, nesta sexta-feira (14), são 84,8% para leitos de UTI e 61,2% para leitos de enfermaria.

Os resultados apurados para os indicadores apresentados devem auxiliar a tomada de decisão, além de informar a necessidade de adoção de medidas restritivas, conforme o nível de risco de cada região.

Os dados completos do mapa podem ser acessados na página da secretaria , incluindo a norma técnica que explica a metodologia de cálculo.

Edição: Fábio Massalli

Fonte: EBC Saúde

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana