POLÍCIA

Acidente mata 5 pessoas de uma família de Rondonópolis; veja vídeo

Publicados

em

Um gravíssimo acidente na BR-376, próximo de Ponta Grossa, no Paraná, matou cinco pessoas de uma mesma família, na manhã desta quarta-feira (12.01). O pai, caminhoneiro, a mãe e três crianças todos de Rondonópolis estavam numa carreta carregada com ureia que saiu da pista e capotou.

As vítimas foram identificadas como Dislei Martins Ramos de 39 anos, Geisebel Pereira de Souza de 33 anos, Rebeca Souza Martins de 2 anos, Amanda Priscila Souza, 9 anos e Anna Luiza Souza Martins de 12 anos.

Segundo informações, a mãe e as meninas não costumavam viajar com o pai, porém, como estavam de férias e ele iria buscar uma carga de ureia em Santa Catarina, resolveram aproveitar as férias e ir à praia.  Eles estavam retornando quando aconteceu a tragédia.

A cabine do caminhão foi completamente destruída no capotamento acidente. Todos morreram no local. O corpo do motorista demorou cerca de 5 horas para ser resgatada, ele estava embaixo da carga.

OUTRO ACIDENTE – Por conta deste acidente, a rodovia sentido da capital paranaense para o interior foi interditada pelos bombeiros. Durante o resgate, um outro acidente, outra carreta desgovernada atingiu a viatura do Corpo de Bombeiros. ninguém se feriu neste segundo acidente.

Veja as informações completas neste vídeo do portal A Rede de Ponta Grossa:

com informações do portal A Rede

Comentários Facebook
Propaganda

POLÍCIA

Em ação conjunta PRF e PC/MT prendem donos de oficina que adulteravam veículos roubados

Publicados

em

Duas pessoas foram presas em flagrante na região metropolitana de Cuiabá pelos crimes de receptação qualificada e adulteração de sinal identificador de veículo, em ações conjuntas da Polícia Rodoviária Federal e Polícia Civil.

Na última quinta-feira (26), no município de Várzea Grande, a Polícia Rodoviária Federal e a Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO) localizaram uma oficina de funilaria automotiva utilizada para realizar adulteração de sinais identificadores de veículos pesados (caminhões), produtos de crime.

Ação foi possível após a PRF apreender um caminhão adulterado no município de Barra do Garças. Os policiais apuraram que o veículo era produto de crime e havia sido adulterado nessa oficina.

As equipes policiais se deslocaram ao local e encontraram escondido dentro do galpão da empresa um caminhão que estava com uma placa fria. Feitas as devidas checagens, constatou-se que a numeração de chassi correspondia a outra placa veicular, de um automóvel furtado no dia 18 de maio em Cuiabá. O proprietário do local foi preso em flagrante por receptação e adulteração de sinal identificador de veículo automotor.

Em outra ação conjunta realizada nessa sexta-feira (27), por equipes da PRF e Derfva, os policiais localizaram um semirreboque que foi roubado no município de Várzea Grande, no início deste mês.

O veículo estava escondido em um estabelecimento comercial de peças usadas, localizado em Cuiabá, na BR-364. O semirreboque estava em processo de adulteração, sendo que as etiquetas oficiais de identificação de numeração do chassi foram removidas e o número de identificação veicular adulterado.

O proprietário do local também foi conduzido para a Derfva e autuado em flagrante pelos crimes de receptação qualificada e adulteração de sinal identificador de veículo automotor.

Do início deste ano até o dia de hoje, somente a Polícia Rodoviária Federal em Mato Grosso já recuperou 188 veículos com registro de roubo/furto nas rodovias e estradas federais do estado. Esse resultado advém de um planejamento realizado com base nas estatísticas das ocorrências, aumento da fiscalização em pontos críticos e atuações integradas com outros órgãos.

Outro fator que contribui com isso é o Sistema Nacional de Alarmes da PRF (SINAL), disponibilizado desde novembro de 2017, serve para registrar roubos e furtos de veículos. O sistema tem por objetivo divulgar, imediatamente após o registro, informações de ocorrências nas últimas 72 horas. A probabilidade de recuperação de um veículo é maior nas primeiras horas após a ocorrência do fato.

Qualquer pessoa que tenha sofrido roubo ou furto de veículos dentro do Brasil pode efetuar o registro pelo site https://www.gov.br/prf/pt-br/servicos/sinal , como também pode ser feito por meio do número 191, central de emergência da Polícia Rodoviária Federal. Salienta-se a importância de que o registro na PRF não substitui o Boletim de Ocorrência na Polícia Civil.

Fonte: PRF MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana