cultura

Ação cultural reproduz mensagens em muros e prédios de Cuiabá e Chapada; veja programação

Publicados

em

Quando a pandemia começou, a vontade de confortar os transeuntes e moradores em isolamento deu lugar à iniciativa Projeções Poéticas. São fotografias, colagens e vídeos que serão transmitidos em quatro noites especiais de projeções em muros e prédios de Cuiabá e Chapada dos Guimarães.

Nesta sexta-feira (16.07), as projeções podem ser visualizadas na entrada da Casa das Pretas, na Praça da Mandioca, a partir das 18h. A fachada da Igreja de Nossa Senhora do Rosário e São Benedito é suporte para a arte visual no sábado (17.07), no mesmo horário.  No próximo sábado (24.07) é a vez de Chapada dos Guimarães, quando as imagens serão exibidas na fachada da Igreja Nossa Senhora de Santana, também às 18h.

Em todas as atividades serão seguidos protocolos de biossegurança. Para quem observa, o uso de máscaras deve ser obrigatório e deve ser evitada aglomeração, com orientação de distanciamento mínimo de 1,5 m entre os observadores.

Daniela Kern e Raquel Diógenes organizam projeções no Beco do Candeeiro

Para aprimorar o conteúdo e consolidar o movimento, as artistas visuais Daniela Kern e Raquel Diógenes se conectaram a outros artistas e a arte ativistas de várias regiões do país que somam ao Coletivo Projetemos. Nascia assim, em solo mato-grossense, o Projeções Poéticas.

Com incentivo do edital MT Nascentes, da Lei Aldir Blanc, o coletivo em movimento, como ela costuma conceitua-lo diante da infinidade de possibilidades de conexões, idealiza o projeto “Sou Natural, Sou Natureza”.

“A vídeo projeção é uma manifestação artística inovadora, uma intervenção urbana que vem sendo bastante utilizada. É também inclusiva e provoca reflexões íntimas ao visibilizar importantes questões do nosso tempo. Se antes nossas projeções quebraram a monotonia da vida durante o período mais crítico da pandemia e depois, alertaram sobre a tragédia no Pantanal, agora, elas se debruçam sobre a relação entre o humano e a natureza”, explica.

As projeções pensadas para a nova fase do coletivo Projeções Poéticas ajudam a repensar nossa relação com a fauna e flora, notadamente, da mulher e da Terra. É aí que surge a figura de Dona Sebastiana, anciã que guia o coletivo nessa imersão. A benzedeira, dotada de uma relação ancestral com terra e o rezo, provoca a reflexão sobre a relação que temos com a natureza.

“Folhas, flores e árvores do Cerrado foram base ao trabalho de design. Também as plantas do jardim de dona Sebastiana, de onde saem os ‘ingredientes’ de suas poções. O corpo da artista visual Elisa também aparece como suporte de poesia. Apostamos no tom das cores em flúor para traduzir uma atmosfera de fantasia, quase um sonho. Com a arte desejamos despertar a empatia dos observadores”, conta Daniela.

Para ela, a arte é uma fonte de transformação capaz de despertar a consciência humana e evocar sensações a partir da beleza das imagens, a leveza do contato com a superfície das construções e o efêmero de sua presença.

“Principalmente em um momento de tantas perdas socioambientais. É a poesia visual que surge como um alerta também. Este projeto é um manifesto visual que desperta reflexões sobre a importância do cuidado e da reverência à natureza em nossas vidas. Esse movimento nos inspira. Esperamos que essas mensagens toquem olhares e corações ávidos pela arte”.

Acompanhe as ações do coletivo Projeções poéticas pelo Instagram: @projecoespoeticas.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Propaganda

cultura

Projeto convida população a participar de lives sobre cultura popular cuiabana

Publicados

em

Com a conclusão da primeira etapa, o projeto “Quintais da Cultura Popular Cuiabana” entra na segunda fase de trabalho, que será a realização de lives com equipe de pesquisadores, comunidades e lideranças comunitárias. As transmissões ocorrem nos dias 3 e 17 de agosto, e 21 de setembro, às 19h30, via página do Facebook do Instituto INCA – Inclusão, Cidadania e Ação.

As lives serão abertas ao público em geral, que poderá participar enviando perguntas durante a transmissão. O projeto propõe a participação pública, afim de que a população conheça e reconheça a importância de salvaguardar esses locais, os quintais da cultura cuiabana, para que eles consigam ser sustentáveis.

A ação antecipa as discussões que serão levadas ao Fórum de Políticas Públicas, a ser realizado no dia 16 de outubro. O fórum reunirá entidades governamentais e organizações sociais, com palestras sobre Patrimônio Cultural e Economia Criativa, com a finalidade de propor políticas públicas para o setor.

Quintais da Cultura

O projeto “Quintais da Cultura Popular Cuiabana” tem como objetivo realizar um mapeamento diagnóstico e inventário de 10 quintais que preservam a cultura popular da cidade de Cuiabá, incluindo a região urbana e rural. Além de registrar a variedade de saberes, ofícios e celebrações que existem nos quintais cuiabanos.

“A proposta é divulgar e reconhecê-los como território criativo, além de reativar quintais sem atividade e estimular a participação da comunidade, sobretudo os mais jovens, realizando ações de formação e engajamento”, diz a presidente do Instituto INCA, Cybele Bussiki.

O projeto é realizado pelo Instituto INCA – Inclusão, Cidadania e Ação, patrocinado pelo Governo do Estado de Mato Grosso por meio da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel-MT), via emenda parlamentar do deputado estadual Dilmar Dal Bosco, e conta com o apoio da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) e Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), e parceria do grupo Caleidoscópio da UFMT.

Serviço

Quintais da Cultura Popular Cuiabana – Lives

Data: 03 e 17 de agosto, e 21 de setembro

Horário: 19h30

Local: transmissão via página do Facebook do Instituto INCA

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana