esportes

Abel conduz Verdão a  segunda final de libertadores em 10 meses.

Publicados

em


Não foi só a classificação. Abel Ferreira viveu, individualmente, uma noite muito especial ao lado de sua comissão técnica: o treinador e seus auxiliares fizeram, diante do Galo, nesta noite memorável, o 90º jogo à frente do Verdão, incluindo partidas também dirigidas pelos assistentes Vitor Castanheiras e João Martins em eventuais ausências de Abel (por suspensão ou Covid-19). No total dos 90 jogos, são 48 vitórias, 20 empates e 22 derrotas, além de dois títulos: Copa do Brasil e Libertadores de 2020, classificação à final da Libertadores de 2021 e diversas outras glórias.

“Gostaria que as minhas palavras fossem para os meus jogadores. Eles com quem trabalho, eles com quem eu sofro e neles que confio. Já disse para eles que, até o final do ano, não os abandonava. Recusei 3 propostas porque havia trabalho a fazer”, disse o comandante palmeirense após a conduzir sua equipe a mais uma final de Libertadores (a segunda em dez meses).

E completou: “O Atlético foi um grande adversário, grande rival e tem um grande treinador. E quando apontei pra câmera, não foi pra nenhum jogador ou o treinador. É que tenho um vizinho no prédio que é um chato! Foi pra ele, pra estar calado. Para o meu vizinho de casa, xiu!”, contou o treinador em tom jocoso.

Atual campeão da Libertadores, em 30 de janeiro de 2021 (título válido pela edição de 2020), contra o Santos, no Maracanã, o Palmeiras passou por um adversário na semifinal do Continental pela última vez em 12 de janeiro deste ano – sofreu revés por 2 a 0 para o River Plate-ARG, em casa, com um a menos em campo, mas, ainda assim avançou devido ao ótimo resultado construído no jogo de ida, na casa dos argentinos: 3 a 0. Portanto, esta é a segunda final de Libertadores conduzida pelo português Abel Ferreira em um período de dez meses.

OSSO DURO DE ROER: ABEL E COMISSÃO VENCERAM 13 DE 19 JOGOS DE MATA-MATA PELO VERDÃO

Com este jogo, aliás, Abel e sua comissão melhoraram ainda mais seu retrospecto em jogos de mata-mata. Desde que assumiram o comando do Verdão, em 05/11/2020 justamente em um duelo que já valia classificação (contra o RB Bragantino, pela Copa do Brasil), os portugueses disputaram um total de 19 jogos decisivos de mata-mata, saindo vencedores (com classificação ou título) 13 vezes e tendo sido superados (ficando pelo caminho da competição ou com o vice-campeonato)em apenas seis ocasiões, entre jogos de Paulista, Copa do Brasil, Libertadores, Mundial, Supercopa do Brasil e Recopa Sul-Americana.

Confira abaixo os números da comissão portuguesa no Verdão e os dados individuais de cada integrante:

Comissão (total)

90 jogos, 48 vitórias, 20 empates e 22 derrotas

Abel Ferreira

79 jogos, 43 vitórias, 15 empates e 21 derrotas

João Martins

9 jogos, 5 vitórias e 4 empates

Vitor Castanheiras

2 jogos, 1 empate (classificação contra o Ceará pela Copa do Brasil 2020) e 1 derrota

RETROSPECTO DE ABEL FERREIRA E SUA COMISSÃO EM JOGOS DE MATA-MATA

05/11/2020 – Palmeiras 1 x 0 RB Bragantino-SP – Copa do Brasil 2020 – Oitavas –Vencedor
18/11/2020 – Palmeiras 2 x 2 Ceará-CE – Copa do Brasil 2020 – Quartas – Vencedor*
02/12/2020 – Palmeiras 5 x 0 Delfín-EQU – Libertadores 2020 – Oitavas – Vencedor
15/12/2020 – Palmeiras 3 x 0 Libertad-PAR – Libertadores 2020 – Quartas – Vencedor
30/12/2020 – Palmeiras 2 x 0 América-MG – Copa do Brasil 2020 – Semifinais – Vencedor
12/01/2021 – Palmeiras 0 x 2 River Plate-ARG – Libertadores 2020 – Semifinais –Vencedor
30/01/2021 – Palmeiras 1 x 0 Santos-SP – Libertadores 2020 – Final – Vencedor
07/02/2021 – Palmeiras 0 x 1 Tigres-MÉX – Mundial Interclubes 2020 – Semifinais – Derrotado
11/02/2021 – Palmeiras 0 x 0 Al Ahly-EGT – Mundial Interclubes 2020 – 3º lugar – Derrotado
07/03/2021 – Palmeiras 2 x 0 Grêmio-RS – Copa do Brasil 2020 – Final – Vencedor
11/04/2021 – Palmeiras 2 (5) x (6) 2 Flamengo-RJ – Supercopa 2021 – Final – Derrotado
14/04/2021 – Palmeiras 1 (3) x (4) 2 Defensa y Justicia-ARG – Recopa 2021 – Final – Derrotado
14/05/2021 – Palmeiras 1 x 0 RB Bragantino-SP – Paulista 2021 – Quartas – Vencedor
16/05/2021 – Palmeiras 2 x 0 Corinthians-SP – Paulista 2021 – Semifinais – Vencedor
23/05/2021 – Palmeiras 0 x 2 São Paulo-SP – Paulista 2021 – Final – Derrotado
09/06/2021 – Palmeiras 0 (3) x (4) 1 CRB-AL – Copa do Brasil 2021 – 3ª fase – Derrotado
21/07/2021 – Palmeiras 1 x 0 Univ Católica-CHI – Libertadores 2021 – Oitavas – Vencedor
17/08/2021 – Palmeiras 3 x 0 São Paulo-SP – Libertadores 2021 – Quartas  – Vencedor
28/09/2021 – Atlético-MG 1 x 1 Palmeiras – Libertadores 2021 – Semifinais –Vencedor

* A classificação do dia 18 de novembro de 2020, contra o Ceará, pela Copa do Brasil, foi a única obtida por um auxiliar de Abel Ferreira: Vitor Castanheiras, pois Abel estava suspenso e João Martins (auxiliar imediato de Abel), com Covid-19.

fonte: https://www.palmeiras.com.br/pt-br/noticias/em-90o-jogo-junto-a-comissao-abel-conduz-verdao-a-segunda-final-da-libertadores-em-10-meses/

Comentários Facebook
Propaganda

esportes

Cruzeiro e Náutico empatam pela serie B

Publicados

em


Fim da disputa na Série B do Brasileiro para Cruzeiro e Náutico. As duas equipes empataram sem gols em jogo válido pela 38ª, e última, rodada da competição. A partida aconteceu no Mineirão, em Belo Horizonte, na noite desta quinta-feira (25).

A Raposa se despede da Série B deste ano com 48 pontos, atualmente em 11º lugar. Já o Timbu somou 53 pontos e termina em oitavo.

O jogo

O Cruzeiro pressionou o Náutico na etapa inicial do Mineirão. Logo aos seis, Marcelo Moreno recuperou a bola no ataque, limpou a marcação e chutou firme, mas a bola foi sobre o gol. Na altura dos 28, Rômulo fez o goleiro Anderson trabalhar em finalização de fora da área. O arqueiro apareceu novamente em chute de Claudinho.

A pressão da Raposa só aumentou. Aos 33, Giovanni chutou colocado e o goleiro do Náutico operou uma grande defesa. No ataque seguinte, Anderson espalmou uma pancada de Eduardo Brock. O Timbu apenas ameaçou aos 45, em desvio de Thássio, que passou próximo à trave. O time celeste terminou a primeira etapa com 16 finalizações, mas o placar foi mantido.

No segundo tempo, o Cruzeiro iniciou com o mesmo ritmo. Na altura dos seis, Wellington Nem cabeceou de dentro da pequena área, mas Anderson defendeu. Já aos dez, foi a vez de Marcelo Moreno arriscar o chute, porém a bola foi para fora.

Com um ritmo intenso na volta do intervalo, a partida ficou mais cadenciada a partir dos 20 minutos. O time mineiro seguiu com a posse, mas o Náutico conseguiu se estruturar melhor no campo de defesa, dificultando o ataque cruzeirense. Na reta final, o Cruzeiro teve mais algumas oportunidades, mas não foi às redes e o placar terminou 0 a 0.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana