agenda

A resiliência de um setor essencial

Publicados

em

Por Jorge dos Santos

O setor sucroenergético de Mato Grosso vem dando mostras de resiliência e competência no enfrentamento da pandemia em curso, pois adotou uma diversidade de ações que estão permitindo sua sobrevivência e, mais do que isso, a manutenção dos empregos.

Desde há muito que temos avançado de maneira sistemática, e consistente, em termos socioambientais, pela redução do consumo de água, pela utilização da vinhaça em fertirrigação, pela mecanização do plantio e colheita e pela constante inovação dos processos industriais.

Considerado setor essencial, adotou todas as providencias de proteção de seus empregados, com o afastamento dos grupos de riscos, utilizando o teletrabalho quando possível, e estabelecendo novas condições de trabalho interno, com distanciamento social e recepção de todos à porta das empresas por equipe multidisciplinar que atesta as boas condições de cada um.

A utilização de sistemas de monitoramento a distância, seja da operação de equipamentos, climático, ações em tempo real, elevou a produtividade dos equipamentos em até cinco vezes e melhorou sensivelmente a qualidade e produtividade dos canaviais, otimizando a utilização de fertilizantes e defensivos, bem como o momento ideal de colheita.

Com utilização de vant, no combate a broca-da-cana, é derramada diretamente sobre a área infectada a micro vespa parasitoide que a combate de forma biológica.

Todos estes avanços possibilitaram que o setor, intensivo de mão de obra mas, principalmente, de capital, pudesse adotar todas as providências à sua manutenção e de todos os ativos, notadamente os empregos, pois uma sucessão de fatos o atingiram de maneira sistêmica e abrangente, durante a pandemia, senão vejamos:

  • O embate entre produtores de petróleo levou a uma irracional redução dos preços do produto no mercado mundial, afetando a competitividade do etanol;

 

  • As restrições a mobilidade, fruto da determinação do “fique em casa” reduziu o consumo do etanol, em Mato Grosso, em 60% entre fim de março e começo de abril;

 

  • Para manter a operação, as Unidades Produtoras viram-se na contingência de deprimir os preços, em alguns casos abaixo do custo de produção;

Aos poucos o consumo vai sendo retomado, porém os preços continuam muito deprimidos e estão a comprometer a sobrevivência de muitas empresas, que poderão não subsistir por muito mais tempo a esta situação.

Uma das ações que temos defendido é a utilização dos recursos da CIDE – CONTRIBUIÇÃO DE INTERVENÇÃO NO DOMINIO ECONOMICO, nos termos do inciso I do § 1º do artigo 1º da lei que a instituiu, 10.336/2001, para subsidiar os custos de transporte do etanol entre estados produtores e não produtores, possibilitando o aumento de sua competividade.

A população de vários estados não pode desfrutar dos benefícios da utilização do etanol na saúde pública tendo em vista seu elevado custo frente ao combustível fóssil, muito por conta dos custos de logística.

Conforme estudo do médico patologista Paulo Saldiva, da USP – UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO, só na capital paulista haveria uma redução de US$ 190 milhões no orçamento do Sistema de Saúde, com a substituição dos combustíveis fósseis por etanol.

Consideradas as características de nossa economia, não conseguimos, ainda, infundir nos usuários de combustíveis as enormes vantagens indiretas da utilização do etanol, que ainda pensam, e muito, com o bolso.

Jorge dos Santos é administrador e diretor executivo do SINDALCOOL/MT

Comentários Facebook
Propaganda

agenda

Governo participa da 51ª Expoagro

Prestação de serviços

Publicados

em

Por


Thaisa Pimpão – Redação/Gcom-MT

 

 

O Governo de Mato Grosso participa de uma das maiores feiras do estado, a 51ª Exposição Internacional, Agropecuária, Industrial e Comercial de Mato Grosso (Expoagro), com um estande onde serão prestados diferentes serviços à população. A exposição, que terá a abertura oficial às 18h desta quinta-feira (02.07), em Cuiabá, segue até o dia 12 de julho. 

Sob a coordenação da Secretaria de Estado de Trabalho e Assistência Social (Setas-MT), das 16h às 22h serão realizadas ações gratuitas integradas de cidadania, como encaminhamento de cidadãos para o mercado de trabalho e solicitação de segunda via de certidões de nascimento, casamento e óbito. 

Já a Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT) estará disponível para orientações e realizará o Cadastro Ambiental Rural (CAR), que é o registro eletrônico obrigatório para todos os imóveis rurais. O CAR integra informações para o controle, monitoramento e combate ao desmatamento de florestas e demais formas de vegetação nativa, bem como para planejamento ambiental e econômico dos imóveis rurais. 

O Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MT), por sua vez, disponibilizará um simulador veicular de direção no qual o participante poderá sentir como é dirigir sob efeito de álcool. O objetivo é conscientizar a população sobre os riscos de dirigir após a ingestão de bebidas alcoólicas. 

A Polícia Militar vai expor parte dos equipamentos e demais materiais utilizados pelas unidades especializadas de policiamento durante os quatro primeiros dias da Expoagro, além das novas viaturas que possuem padrão internacional. Nos demais dias, no espaço dedicado a Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp), serão disponibilizados outros materiais e serviços da Polícia Judiciária Civil (PJC), do Corpo de Bombeiros e da Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec). 

Além disso, o estande contará com um espaço para que artesãos exponham e comercializem seus produtos.  

A visita do governador Pedro Taques ao local está programada para a noite desta quinta-feira (02.07), quando da abertura oficial do evento. 

Atrações 

A feira acontece de 02 a 12 de julho, no Parque de Exposições Senador Jonas Pinheiro. Foram confirmados, até o momento, os shows nacionais de Bruno e Marrone; Jads e Jadson; Chico Rey e Paraná; Revelação; Trio Parada Dura; e Munhoz e Mariano. Entre as atrações regionais estão as duplas Lucas e Gabriel; Jonathan e Adam; Thales e Vicente; Ouro Preto e Boiadeiro e Priscila e Ricardo. 

Os rodeios da Liga Mato-grossense ocorrem de 9 a 12 de julho na arena do parque e prometem muitas emoções, além de prêmios aos campeões da festa. 

A Expoagro de 2014 foi realizada no mês de agosto. Nos 11 dias de programação foram realizados 19 leilões que resultaram em um faturamento de R$ 13 milhões. A feira contou com 300 expositores, mais de sete mil animais foram expostos e comercializados e 400 mil pessoas passaram pelo local, o que gerou a circulação de R$ 20 milhões.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana