artigos

7 atos detestados

Publicados

em

Por Francisney Liberato

As sete atitudes imprudentes do ser humano que, ressignificadas, podem transformar a tua vida em uma vida de perfeição.

É sabido que Deus é amor e sempre deseja o melhor para os seus filhos. Quando o título apresenta a palavra detestar pode até soar estranho para algumas pessoas, já que Ele tem excelentes pensamentos sobre a nossa vida, porém o sentido é sobre atos que ofendem o caráter de Deus.

Também já assistimos filmes e relatos sobre os 7 pecados capitais como metáfora para falarmos sobre os desvios de conduta do ser humano. Expressão essa criada pela igreja católica. São estes os pecados capitais e fatais do ser humano: gula, luxúria, inveja, preguiça, ira, soberba e avareza.

Já neste texto, iremos discorrer sobre os 7 atos e atitudes que Deus não aceita do ser humano. São eles:

  • Orgulho – quando o ser humano quer ocupar o lugar de Deus, isso é orgulho. Em Provérbios fala em “olhar orgulhoso”, que é a demonstração que o ser humano quer estar acima do seu irmão, e, se puder, com um olhar vertical, ou seja, de cima para baixo. Com essa exaltação própria, não haverá espaço para humildade e confissão dos erros a Deus. Salmos 18:27, relata: “Tu salvas os humildes, mas humilhas os orgulhosos”.
  • Mentira – o Pai da Mentira nós conhecemos bem. Sabe quem é? Satanás. Ele influencia as pessoas a mentir sobre tudo e sobre todos. A sua intenção é enganar e ver o ser humano sofrendo. Essa operação é realizada por intermédio da língua, músculo pequeno, mas que tem enorme poder para desgraçar a vida das pessoas. Lembre-se: Deus é a verdade. Deus detesta mentiras, porém, devido a sua misericórdia, Ele ama o mentiroso, não as suas atitudes, e lhe concede oportunidades para abandonar esse mau caminho.
  • Assassino – se Deus é vida, jamais vai permitir e aceitar decisões equivocadas do ser humano para tirar a vida de outro indivíduo. As mãos de sangue, ou mãos sanguinárias, não são aceitas por Deus. Só Ele dá a vida, somente Ele permite que a vida se desfaça. E há uma agravante quando essas mãos imprudentes matam pessoas inocentes.
  • Mentalidade – quiçá tenhamos uma mentalidade positiva e que visa ao bem das pessoas que estão ao nosso redor. Esse com certeza é o desejo de Deus para as nossas vidas. Porém, não é o que de fato acontece. Há indivíduos que, ao invés de planejar e executar o bem, vivem e dedicam tempo para pensar planos perversos contra outro ser humano. Use o seu cérebro para disseminar e planejar o bem, e não para se juntar a pessoas dessa estirpe que têm planos de maldade.
  • Maldade – pessoas maldosas não têm aceitabilidade de Deus pelos seus atos. E se esses pés, que andam de um lado para outro, buscando e fazendo maldades contra o irmão, cuidado, Deus detesta essa atitude, e Ele está observando e anotando tudo o que acontece em sua vida. Em Isaías 59:7-8 diz: “Vocês correm para fazer o que é errado e se apressam para matar pessoas inocentes; vocês pensam somente em maltratar os outros e, por onde passam, deixam a destruição e a desgraça. Não conhecem o caminho da paz, e todas as suas ações são injustas. Vocês preferem seguir caminhos errados e por isso não têm segurança”.
  • Falsidade – o próprio nome já diz que se é falso não é verdadeiro, é como se fosse um produto do Paraguai, isto é, falsificado. Pode até parecer igual pelas características externas, no entanto, por dentro a sua funcionalidade não será a mesma de um produto original. Ao nosso redor há de ter, infelizmente, pessoas que transmitem mentiras e testemunham contra o outro. O testemunho falso é uma língua afiada e mentirosa que faz acusações infundadas. Isso é uma falta de consciência e respeito pela vida do ser humano. É necessário repensar as suas atitudes, antes que seja tarde demais. A falsidade será descartada, similarmente a um produto da mesma natureza.
  • Briguento – na minha infância, eu era esse tipo de pessoa que gostava de uma briguinha diária, mas graças a Deus essa fase passou. Com o tempo, vamos aprendendo a ter consciência do cenário e a ter o controle sobre as nossas emoções. Não é apenas brigar, mas também instigar e provocar outras pessoas, inclusive amigos, para brigarem.

Provérbios 6:16-19, assim descreve esses atos detestáveis por Deus: “Existem sete coisas que o Senhor Deus detesta e que não pode tolerar: o olhar orgulhoso, a língua mentirosa, mãos que matam gente inocente, a mente que faz planos perversos, pés que se apressam para fazer o mal, a testemunha falsa que diz mentiras e a pessoa que provoca brigas entre amigos”.

Os versos bíblicos falam, sequencialmente, da utilização de: olhos, língua, mãos, cérebro, pés, falsidade e brigas.

Percebam que as 7 ações detestadas por Deus no ser humano passam por partes e ideias equivocadas do nosso corpo, que na minha concepção, são pedaços, parcelas, partes da nossa vida que são corrompidas aos poucos, até se chegar a um grau em que a recuperação do ser humano se torna mais difícil.

Vale enfatizar que esses pecados, ações e atos que desagradam a Deus começam de forma sensível, sorrateira e em parcelas pequenas em nossas vidas, e com o tempo ocupam os espaços, que jamais deveriam ocupar; já no futuro, somos escravos desses pecados.

Percebam que todos os atos listados estão ligados ao relacionamento interpessoal, ou horizontal, isto é, como lido e convivo com outro ser humano. Fácil não é, porém é necessário para se ter uma vida mais madura e que dê frutos.

Na Bíblia, o numeral 7 é símbolo de perfeição, já no nosso estudo, o 7 está relacionado com pontos negativos da vida do ser humano. Fazendo uma ressignificação e transmudando as ideias, é possível concluir como 7 pontos negativos que ocorrem na vida de boa parte dos seres humanos carecem de uma reflexão para se ter uma vida melhor e mais feliz, com perfeição.

Se o maior sábio de todos os tempos registrou essa mensagem na Palavra da Vida, é porque é necessário para o ser humano se aproximar mais de Deus e também dos seus próximos e semelhantes. Que possamos chegar ao patamar do número sete, com uma vida mais perfeita e que dê alegria e satisfação por todos nós!

Francisney Liberato é Auditor Público Externo do Tribunal de Contas de Mato Grosso. Escritor, Palestrante, Professor, Coach e Mentor. Mestre em Educação pela University of Florida. Doutor em Filosofia Universal Ph.I. Honoris Causa. Bacharel em Administração, Bacharel em Ciências Contábeis (CRC-MT) e Bacharel em Direito (OAB-MT). Autor dos Livros: “Mude sua vida em 50 dias”, “Como falar em público com eficiência”, “A arte de ser feliz”, “Singularidade”, “Autocontrole”, “Fenomenal”, “Reinvente sua vida” e “Como passar em concursos – Vol. 1 e 2” e “Como falar em público com excelência”. 

Comentários Facebook
Propaganda

artigos

Vamos destruir os muros?

Publicados

em

Por Francisney Liberato

Destrua os muros que atrapalham você de obter os seus sonhos. Tome atitudes planejadas e viva os efeitos disso.

Você já se encontrou em situação de dúvida no momento em que precisava tomar uma decisão? Conhece pessoas que desejam fazer algo novo, mas não tomam a atitude necessária?

O tema busca trazer para a nossa reflexão os “muros” que nos impedem de alcançar os nossos sonhos, e para destruí-los é necessário agir em prol da realização deles.

Conheço indivíduos que desejam ser aprovados em um concurso público e relatam que não têm tempo disponível para estudar como deveriam, e por causa disso não conseguem êxito nas provas. Ainda assumem que têm inteligência e capacidade para serem aprovados, mas não fazem o que é necessário: planejar e executar.

Se o seu sonho é ser aprovado num concurso público, queime os “muros”. Como assim? Elimine tudo aquilo que está te atrapalhando de realizá-lo. Se o que está te impedindo de prosseguir, rumo ao que deseja, for um relacionamento, termine-o. Se for o excesso de redes sociais, elimine-as. Se for um trabalho, peça demissão. Após isso, dedique-se com a sua força máxima e corra para receber o prêmio do sucesso.

Essas atitudes são convictas, entretanto, é necessário tomá-las de forma planejada e organizada e não simplesmente eliminá-las de forma impensada. Se for preciso sair do emprego, faça antes uma reserva financeira para que não haja nenhuma dificuldade neste percurso.

Use e abuse de sua inteligência emocional para derrubar todos os seus “muros”. Faça isso com prudência e moderação. Não deixe as oportunidades se esvaírem. Tome uma atitude e alcance o que realmente deseja.

Francisney Liberato é Auditor Público Externo do Tribunal de Contas de Mato Grosso. Escritor, Palestrante, Professor, Coach e Mentor. Mestre em Educação pela University of Florida. Doutor em Filosofia Universal Ph.I. Honoris Causa. Bacharel em Administração, Bacharel em Ciências Contábeis (CRC-MT) e Bacharel em Direito (OAB-MT). Autor dos Livros: “Mude sua vida em 50 dias”, “Como falar em público com eficiência”, “A arte de ser feliz”, “Singularidade”, “Autocontrole”, “Fenomenal”, “Reinvente sua vida” e “Como passar em concursos – Vol. 1 e 2” e “Como falar em público com excelência”. 

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana