TECNOLOGIA

38 milhões tiveram dados vazados após configuração errada da Microsoft

Publicados

em


source
Dados foram expostos
Unsplash/Markus Spiske

Dados foram expostos

Dados de 38 milhões de pessoas vazaram na internet por conta de configurações padrão de uma ferramenta de criação de aplicativos da Microsoft, a Power Apps. Informações como nome, e-mail, celular, número de previdência social e dados de vacinação contra a Covid-19 foram inadvertidamente publicadas por 47 empresas e entidades governamentais que usaram a ferramenta.

A falha foi descoberta inicialmente por uma equipe de pesquisa de segurança da UpGuard. “Encontramos um desses [aplicativos] que estava configurado incorretamente para expor dados e pensamos: nunca ouvimos falar disso, é algo isolado ou é um problema sistêmico? Devido à forma como o produto de portais Power Apps funciona, é muito fácil fazer uma pesquisa rapidamente. E descobrimos que há toneladas delas expostas. Foi selvagem”, disse o vice-presidente de pesquisa cibernética da UpGuard, Greg Pollock, à revista estadunidense Wired.

A ferramenta permite que sites e aplicativos sejam criados facilmente, sem conhecimento prévio de programação. Dentre as empresas que expuseram dados sem saber, estão a Ford e American Airlines, além das agências estaduais de Maryland, Nova York e Indiana. Os sites e apps eram usados para ários fins, sobretudo para organizar esforços de vacinação contra a Covid-19.

O erro ocorreu porque a ferramenta Power Apps, por padrão, estava configurada para deixar todos os dados acessíveis ao público. Após a descoberta da UpGuard, a Microsoft corrigiu o problema – não há evidências de que ele chegou a ser explorado por criminosos.

Comentários Facebook
Propaganda

TECNOLOGIA

Xiaomi vai começar produção em massa de carros em 2024, diz CEO

Publicados

em


source
Lei Jun, CEO da Xiaomi
Reprodução

Lei Jun, CEO da Xiaomi

O CEO da Xiaomi, Lei Jun, afirmou que a empresa vai começar a produção em massa de carros elétricos no primeiro semestre de 2024. A afirmação foi feita durante um evento para investidores nesta terça-feira (19).

Em setembro, a  Xiaomi havia anunciado formalmente sua divisão de carros elétricos, a Xiaomi EV.

Na ocasião, a empresa afirmou que o investimento inicial foi de 10 bilhões de yuans e que 300 funcionários já haviam sido contratados.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana