Taques consegue aprovar renegociação de dívida de R$ 2,11 bi de Mato Grosso

Em acordo com a Assembleia Legislativa, a proposta era um dos pré-requisitos para que o Estado se enquadre nas medidas do Teto de Gastos

Da redação | Portal Mato Grosso

Fablicio Rodrigues | ALMT

Fachada da Assembleia legilativa

 Sede do Legislativo Mato-grossense

O pleno da Assembleia Leguislativa de Mato Grosso aprovarou, na noite de terça-feira (05), projeto de lei que autoriza o Governo do Estado a renegociar uma dívida de R$ 2,11 bilhões de Mato Grosso com o Governo Federal.

 

A proposta, que tramitou em regime de urgência, era um dos pré-requisitos para que o Estado se enquadre nas medidas estabelecidas na Emenda Constitucional do Teto de Gastos, aprovada no mês passado pela Assembleia Legislativa.

 

 

Segundo a proposta, aplicando uma Lei Complementar Federal de 2014, a dívida do Estado passa a ser de R$ 1,8 bilhão, o que representa uma redução de R$ 223 milhões. Já o serviço da dívida, que é o que se paga em juros, reduz cerca de R$ 110 milhões.

André Romeu

Palácio Paiaguás

Palácio Paiaguás, sede do governo de Mato Grosso

A proposta ainda estabelece o parcelamento da dívida de R$ 1,8 bilhão em 240 meses. De acordo com o projeto, o alongamento permitirá um alívio anual médio de R$ 111 milhões até 2027.

 

 

“Tendo em vista que as finanças do Estado de Mato Grosso encontram-se particularmente fragilizadas pela crise econômica e política pela qual passa o País, a aprovação da presente matéria possibilita ajustar as contas públicas do Estado em um ritmo compatível com o nível atual da receita”, diz trecho da proposta aprovada.

 

A medida, agora, segue para sanção do governador Pedro Taques, que tem até quinta-feira (07) para enviar a documentação da Mensagem 104 para apreciação da União.

 


Fonte: Portal Mato Grosso

Visite o website: wwww.portalmatogrosso.com.br