Secretário Max Russi diz que emendas impositivas serão pagas ainda neste ano

O pagamento, porém, somente ocorrerá após a chegada de recursos do Fundo de Auxílio Financeiro para Fomento das Exportações

Da redação | Portal Mato Grosso

Ednilson Aguiar | O Livre

Max Russi

Max Russi

A possibilidade de liberação dos R$ 496 milhões que serão destinados a Mato Grosso oriundos do fundo federal deixou os deputados em alerta e o secretário-chefe da Casa Civil, Max Russi, tratou logo acalmar os ânimos. Segundo Max, o Estado deve pagar cerca de R$ 50 milhões de emendas impositivas dos deputados estaduais. O pagamento, porém, somente ocorrerá após a chegada de recursos do Fundo de Auxílio Financeiro para Fomento das Exportações (FEX).

 

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), assegurou ao governador Pedro Taques (PSDB) e ao deputado federal Fábio Garcia (PSB) que a votação sobre o repasse do Fundo de Auxílio Financeiro para Fomento das Exportações (FEX) acontecerá nesta quarta-feira (6).

 

Cada deputado tem direito a cerca de R$ 6 milhões em emendas impositivas. Ao todo, o Executivo deve pagar, neste ano, aproximadamente R$ 140 milhões. No entanto, o Executivo quitou, até esta semana, somente 10% do valor total das emendas.

 

Desta forma, o Estado terá pago cerca de R$ 64 milhões dos R$ 140 milhões a que os deputados têm direito em emendas. O montante representa 45% do valor total.

 

Os deputados da oposição chegaram a ameaçar trancar a pauta do Legislativo, caso o Executivo não fizesse os pagamentos. Porém, Russi afirmou que não acredita que a pauta seja trancada.

 


Fonte: Portal Mato Grosso

Visite o website: wwww.portalmatogrosso.com.br